Na última quinta-feira, dia 10 de dezembro, foi concluída a pavimentação da RS-713, obra de responsabilidade do Departamento Autônomo de Estradas e Rodagem (DAER), que liga o município de Sertão Santana até a BR-116. O projeto da obra é datado de 1998 quando o então Governador do Estado Antônio Britto Filho, lançou o programa “Asfalto Para Todos” esta proposta consistia em um plano de pavimentar os acessos municipais que ainda utilizavam rodovias com revestimento primário.

O Projeto Executivo de Engenharia foi elaborado no ano 2000, no entanto, por diversos e variados motivos, inúmeras empresas executoras trabalharam na obra, porém nunca houve um ritmo célere nos serviços. Parte da terraplanagem e da drenagem foram executados, no entanto a maior adversidade era executar a pavimentação, a qual não havia sido realizada.

Em fevereiro de 2004, o então governador do Estado, Germano Rigotto emitiu um decreto de utilidade pública para fins de desapropriação, os terrenos e acessórios situados no segmento da ERS/713, com uma extensão de 14.664,32m e largura de faixa de domínio de 40m, a ser construído segundo projeto aprovado.

Após diversas paralizações, no ano de 2016 o Projeto de Serviços Remanescestes sofreu alterações na solução e na estrutura do pavimento, levando em consideração o aumento do tráfego no decorrer dos anos.

À vista disso, as obras obtiveram maiores avanços, principalmente na pavimentação, entretanto, devida à carência no fornecimento de materiais asfálticos por parte do DAER nos últimos meses de 2017, os serviços não foram concluídos e o contrato foi paralisado a pedido da Executora.

O último período de paralização da obra abrangeu o intervalo de tempo entre fevereiro de 2018 e agosto de 2019. Após a retomada dos trabalhos a obra seguiu um ritmo normal de execução sendo finalizada a parte da pavimentação em sua totalidade.

A conclusão da obra é de suma importância para o desenvolvimento do município, possibilitando que a economia local se alavanque ainda mais com a possibilidade de novas empresas buscarem o município sertanense para fazer suas instalações e consequentemente gerar mais emprego dentro da cidade.

Colaboração: Matheus Schranck Storck