Diferentemente de outros anos em que as celebrações em honra a Nossa Senhora dos Navegantes reuniam centenas de pessoas a beira das praias e nos templos religiosos, neste ano a pandemia forçou uma mudança na forma dos fiéis e devotos realizarem suas demonstrações de fé.

Na cidade de Tapes, por exemplo, a tradicional celebração na Capela Nossa Senhora dos Navegantes, no Balneário Rebelo, que reunia centenas de fiéis não pode ser realizada, assim como a procissão terrestre com a imagem da Santa.

As mesmas restrições nas celebrações foram impostas para os seguidores das crenças da matriz africana, que tradicionalmente também se reuniam para venerar Iemanjá, inclusive recebendo excursões de diferentes lugares do Estado.

Ainda na segunda-feira, dia 01, após tratativas envolvendo a Prefeitura Municipal, líderes dos pescadores e o Pe. Joel, foi liberada a tradicional procissão pela Lagoa dos Patos.

Por volta das 09h da manhã a procissão se aproximava do Balneário Pinvest, em Tapes

Por volta as 09h da manhã desta terça-feira, dia 02, as embarcações devidamente caracterizadas saíram da Vila dos Pescadores e percorreram diversos pontos da orla da praia, incluindo campings, Clube Náutico Tapense e Balneário Pinvest. Neste ano o acesso aos barcos não foi liberado ao público em geral, sendo que puderam embarcar somente pescadores e seus familiares.

Oração a Nossa Senhora dos Navegantes

Ó Nossa Senhora dos Navegantes, Mãe de Deus criador do céu, da terra, dos rios, lagos e mares; protegei-me em todas as minhas viagens. Que ventos, tempestades, borrascas, raios e ressacas, não perturbem a minha embarcação e que monstro nenhum, nem incidentes imprevistos causem alteração e atraso à minha viagem, nem me desviem da rota traçada. Virgem Maria, Senhora dos Navegantes, minha vida é a travessia de um mar furioso.

As tentações, os fracassos e as desilusões são ondas impetuosas que ameaçam afundar minha frágil embarcação no abismo do desânimo e do desespero. Nossa Senhora dos Navegantes, nas horas de perigo eu penso em vós e o medo desaparece; o ânimo e a disposição de lutar e de vencer tornam a me fortalecer.

Com a vossa proteção e a bênção de vosso Filho, a embarcação da minha vida há de ancorar segura e tranquila no porto da eternidade. Nossa Senhora dos Navegantes, rogai por nós.

Oração de Iemanjá
Divina mãe, protetora dos pescadores e que governa a humanidade, dai-nos proteção. Oh, doce Iemanjá, limpai as nossas auras, livrai-nos de todas as tentações. És a força da natureza, linda deusa do amor e bondade (faça o pedido). Ajude-nos descarregando as nossas matérias de todas as impurezas e que a vossa falange nos proteja, dando-nos saúde e paz. Que assim seja feita a vossa vontade. Odoyá!