PL determina que pessoas com alopecia areata sejam consideradas indivíduos com deficiência

A condição é caracterizada pela perda excessiva de pelos tanto no couro cabeludo como em outras regiões do corpo

O Projeto de Lei 801/22, que altera o Estatuto da Pessoa com Deficiência (Lei 13.146/2015), determina que pessoas que possuem alopecia areata sejam consideradas, para todos os fins legais, indivíduos com deficiência. O PL será analisado em caráter conclusivo pela comissão de Defesa dos Direitos Humanos das Pessoas com Deficiência, comissão de Seguridade Social e Família e comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

A proposta é de autoria do deputado federal mineiro, Fred Costa (Patriota). Segundo o parlamentar, a doença atinge, no mundo, mais de 1% da população. “Não é difícil imaginar os graves transtornos psicológicos a que esses indivíduos estão submetidos”, diz Costa.

Alopecia Areata

A doença é caracterizada pela perda excessiva de cabelo ou de pelos em outras regiões do corpo. A condição afeta homens e mulheres de todas as etnias e pode surgir em qualquer idade.

Acredita-se que a alopecia areata tenha origem autoimune, onde o sistema imunológico produz anticorpos que atacam as células saudáveis dos folículos pilosos. Ainda, a doença não tem cura, contudo, tratamentos no couro cabeludo para estimular o crescimento de cabelo podem ser realizados.

POLÍCIA

Acidente com vítima fatal na ERS 350 em Chuvisca

Motociclista veio a óbito ainda no local No final da manhã desta quinta-feira (26), um acidente de trânsito grave envolvendo um automóvel Ford Ka Vermelho...

Policia Civil recupera, em Guaíba, carga roubada de Canoas

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Repressão ao Roubo e Furto de Cargas (DRFC), do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), sob...

Operação policial desarticula quadrilha que atacou carro forte em Guaíba

Na manhã desta quarta-feira (25), a Polícia Civil, por intermédio da 1ª Delegacia de Polícia de Repressão a Roubos (1ª DR), do Departamento Estadual...