Os produtores rurais do Rio Grande do Sul semearam até esta semana 58% da área prevista para esta safra. O avanço foi de seis pontos percentuais em relação à semana passada e está avançado em relação aos 52% plantados na mesma época do ano passado e dos 56% da média dos últimos cinco anos. Os dados são da Emater/RS – Ascar, órgão de assistência técnica e extensão rural do governo gaúcho.

A estimativa da Emater/RS para a safra de milho 2019/2020 indica uma área de 771.578 hectares, aumento de 1% em relação à safra anterior e uma produção estimada de 5,948 milhões de toneladas. O zoneamento agroclimático para o milho no Rio Grande do Sul define o período de plantio entre o início de agosto e o final de janeiro.

Segundo o acompanhamento de safra da Emater/RS-Ascar, na região de Santa Rosa, que responde por 15,4% da área do Estado, a semeadura do milho avançou na semana em apenas 1%, atingindo 73% da área estimada. O retorno da chuva foi muito positivo para a cultura, principalmente para a realização da adubação nitrogenada, cujo ponto ideal de aplicação já estava passando em determinadas áreas.