Em diligência realizada na tarde desta terça-feira, 02 de março, com a finalidade de buscar vestígios de uma possível tentativa de homicídio que teria ocorrido na localidade da Picada da Cruz, interior de Cerro Grande do Sul, a Polícia Civil com o apoio da Brigada Militar encontrou na propriedade averiguada diversos galos presos em gaiolas individuais, todos com visíveis lesões pelo corpo, configurando maus tratos aos animais.

Os policiais relatam que questionado sobre a existência de possíveis rinha no local, o dono da propriedade negou o fato e disse que fazia rinhas quando ainda era permitido, contudo era notório que na localidade eram cometidos tais atos.

Na residência foram apreendidos quinze galos que visivelmente eram utilizados em combates entre si, 17 gaiolas, um tambor que provavelmente era utilizado como uma espécie de arena de briga, apetrechos que os praticantes de rinha de galo usam nos animais para aumentar a lesão em galos adversários, entre outros itens. O dono da propriedade foi conduzido até a delegacia e feito o registro do fato. Os animais apreendidos serão recolhidos pela PATRAN. A Polícia Civil segue com as investigações para apurar quem são todos os envolvidos no caso.