Polícia predeu indiciado por homicídio na praça em Tapes

Crime que ocorreu em 2016 teve ligação com o tráfico de drogas
Agentes da polícia civil de Tapes cumpriram um mandado de prisão preventiva, na tarde desta sexta-feira (09), contra Patrik Jesse Klein Glavan, 33 anos, que foi indiciado pelo crime de Isis Martins Fernandes, ocorrido em dezembro de 2016, quando a vítima foi executada na praça central da cidade com oito tiros. O acusado estava em uma residência na Rua José Correa Brito, n° 13, no centro de Tapes.
A polícia informou que segundo as investigações, a execução de Isis decorreu da disputa por pontos de tráfico de drogas na região. Depois desta morte, diversos outros crimes de homicídio foram cometidos na cidade.
Para a delegada Fabiane Bittencourt a prisão de Patrik foi extremamente importante para Tapes. “Essa prisão representa a realização da justiça, não somente pela morte de Isis, mas de diversas outras pessoas que foram executadas como consequência desse crime”, considerou.
O inquérito policial que apurou o caso foi remetido ao Poder Judiciário em dezembro de 2017, fruto do esforço da Polícia Civil de Tapes em concluir todos os procedimentos de homicídio que se encontravam em andamento na delegacia.

POLÍCIA

Mulher é presa no município de Camaquã

Durante a tarde desta quarta-feira (18), agentes de segurança pública efetuaram a prisão preventiva de uma mulher em Camaquã. A operação ocorreu por meio...

Dupla é presa em Camaquã após roubo a estabelecimento comercial

Durante a noite desta segunda-feira (16), aproximadamente às 22h15, os agentes de segurança do 30º Batalhão de Polícia Militar (BPM) realizaram a prisão de...

Polícia investiga roubo de gado comandado de dentro da cadeia

Na tarde desta segunda-feira (16) a Polícia Civil através da Delegacia Especializada na Repressão aos Crimes Rurais e Abigeato (Decrab) de Camaquã deu início...