Por Renato Sperling (Tio Néco) | Poeta, escritor e historiador

 

PRECISO VOLTAR
RETORNAR AO COMÊÇO
SER DE NOVO SEMENTE
UM PROJETO DE GENTE
SER DE NOVO CRIANÇA
TER DE NOVO A ESPERANÇA
RECEBER TEUS AFETOS
MANSAMENTE REVIVER
MOMENTO À MOMENTO
TUDO QUE DEIXEI DE SER

PRECISO VOLTAR
SER O QUE EU ERA
ALEGRIA INGÊNUA
DA ETERNA PRIMAVERA
TEUS PRIMEIROS CARINHOS
PRESOS NA MINH’ALMA
SENTIR TUA CALMA
A PROTEÇÃO DA TUA ASA
SENTIR-ME DE NOVO … EM CASA

PRECISO VOLTAR
VIVER O QUE VIVI
SENTIR A ALEGRIA
SER DE NOVO GURÍ
SENTIR TEUS AFAGOS
DEPENDER SEMPRE DE TI
DO BEIJINHO MILAGROSO
QUE DEIXAVA SEMPRE CURADO
QUALQUER “DODÓI” OU MACHUCADO

PRECISO VOLTAR
ÀS MANHÃS DE INVERNO
MEIO DORMINDO-ACORDADO
CHEIRO DO LEITE DERRAMADO
SENTIR QUE ME CHAMA
PARA O GRUPO-ESCOLAR
COM UM CAFÈZINHO NA CAMA
TORNANDO MAIS AMENAS
AS SAÍDAS DA COBERTA DE PENAS

PRECISO VOLTAR
NOVAMENTE AO TEU COLO
AFASTANDO O SONHO MAU
OU AQUELA TEIMOSA INSÔNIA
SENTIR O AROMA SUTIL
DE TUA ÁGUA DE COLÔNIA
ETERNO ANJO DA GUARDA
DO FILHO OU DA FILHA
MEIGA, PROTEGENDO TÔDA FAMÍLIA

PRECISO VOLTAR
AOS DIAS DE DOMINGO
AFASTADA A PREGUIÇA
TODOS JUNTOS NA MISSA
E AO MEIO-DIA NA MESA
TODOS AO ENTORNO
ESPREITANDO …
A GALINHA RECHEADA NO FORNO
REVIVENDO ESTA MIRAGEM
VÔO AO PASSADO NUMA VIAGEM

PRECISO VOLTAR
SENTIR TEU CARINHO
E DA ALMA …
TIRAR O ESPINHO
E DA TUA AUSÊNCIA
PRECISO VIVER A ESSÊNCIA
BEBER DO TEU SORRISO
PRECISO DE TI MÃEZINHA
COMO PRECISO!!!

Maio/2021