O prefeito de Tapes Silvio Rafaeli, se manifestou em rede social na manhã desta quarta-feira (01/04) falando a respeito de decreto do Governador Eduardo Leite que determina que os comércios permaneçam fechados até o dia 15 de abril em todo o estado, ficando aberto somente os serviços essenciais.

Rafaeli explicou que o decreto estadual elimina chance de abrir o comércio local, e destacou que o governador deu sinais de que este decreto possa se prolongar, como já prolongou o início das aulas para o dia 30 de abril.

“Nossos fiscais hoje estarão fazendo orientação, pois diante dessa lei maior que nos superar, o que nos resta a fazer é orientar” explicou o prefeito.

Quiosque na entrada de Tapes servirá para monitorar quem entra na cidade

Em seu pronunciamento o prefeito Silvio explicou ainda, que na entrada do município estará sendo montado um Quiosque, e com o auxilio da Brigada Militar estarão identificando pessoas estranhas que estarão chegando em Tapes, e buscando saber o porque que estão chegando, de onde, e se tiveram contato com pessoas suspeitas de terem Coronavírus enfim uma série de medidas será adotada.

“Pode ocorrer a situação de alugueis de casa, no qual pessoas estressadas na grande Porto Alegre acabam vindo para cá, e gerar uma movimentação estranha, então nós vamos orientar estas pessoas que vieram de longe para que fiquem isoladas, pois graças a Deus a gente não tem aqui o vírus e tomara não ter” destacou o prefeito Silvio.

Prefeito Silvio “vamos buscar inovação”

Silvio ainda falou que estava respeitando o decreto votado dentro do Consórcio Intermunicipal, contudo diante da palavra do governador o que se tem a fazer é respeitar.

E finalizou dizendo:

“Somos solidários ao comércio, aos comerciantes, mas a luta agora é outra, é buscar subsídios para que eles se mantenham por algum tempo, alguma linha de crédito desburocratizada que posso acessar, pra nós passar esta onda e vai passar se Deus quiser, nosso comércio luta dia a dia e supera crises de todos os tipos e nunca pensamos que nós iríamos passar por coisas como nós estamos passando, essas são minhas palavras e temos que valorizar aquilo que a gente tem, não podemos perder um posto se quer de trabalho, que aqui em Tapes a gente luta para ter, muita calma e por certo acharemos o caminho logo ali na frente”.