Presídio Estadual de Camaquã será ampliado

O Conselho da Comunidade e o Judiciário, representado pelos juízes das Varas de Execuções Criminais de Camaquã, Barra do Ribeiro, São Lourenço e Tapes, além da superintendente da Susepe, Marli Ane Stock, assinaram na quinta-feira (31), um convênio para ampliação do Presídio Estadual de Camaquã.

Será construída uma nova ala, com 56 vagas para o regime fechado. A obra terá início no prazo de cinco dias a contar do recebimento da ordem de início dos serviços.

O Conselho da Comunidade de Camaquã vai administrar o repasse de R$ 899.827,53 colocado à disposição pelas comarcas. Os recursos são oriundos das penas alternativas do Judiciário.

“O Departamento de Engenharia Prisional da Susepe vai elaborar o projeto e vistoriar as obras”, explicou o diretor Alexandre Micol. Na obra, terá no mínimo 20% da mão de obra prisional.

As tratativas para as obras iniciaram pelo servidor Guilherme Ulguim e teve continuidade na gestão do atual diretor do Presídio de Camaquã, Luiz Alberto Tavares. Para Ane este projeto foi resultado de um esforço em conjunto destes servidores, aliado a parceria das Comarcas da região.

Participaram da celebração do contrato, representantes e o presidente Antônio Omar Garcia Machado do Conselho da Comunidade, o juíz Felipe Valente Selistre e  servidores da Susepe.

 

Fonte: Imprensa Susepe / Foto: Rádio Guaíba

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios