Numa grande operação que reuniu 13 policiais civis e 22 policiais militares, na manhã desta terça-feira, 24 de agosto, foi preso o quinto suspeito de envolvimento no homicídio que vitimou fatalmente e por engano, Valdeci Dorneles Tavares, motorista de aplicativo em Camaquã.

A ação faz parte da operação Mistake que investiga o caso, sendo que na ocasião do homicídio, em 09 de julho deste ano, um dos suspeitos havia sido preso em flagrante, quando também foi concluído que o mesmo foi um dos executores.

Além deste primeiro a polícia havia identificado outros dois mandantes do crime, os quais foram presos, contudo estes já se encontravam recolhidos no sistema prisional. Também foi preso o outro executor e mais um participante do ato criminoso.

A polícia ainda cumpriu nove mandados de busca e apreensão nos bairros Getúlio Vargas e Olaria, e em celas do Presídio Estadual de Camaquã e da Penitenciária Estadual de Rio Grande.

As investigações apontam que a motivação do crime gira entorno da disputa de territórios para o tráfico de drogas no bairro Getúlio Vargas.