Durante a Assembleia Geral do Cpers-Sindicato, realizada nesta terça-feira, no Colégio Cândido José de Godoi, em Porto Alegre, os professores da rede estadual de ensino decidiram encerrar a greve que já durava 57 dias.

Suspensão da paralisação teve apoio de 725 servidores contra 539 votos. Ficou definido que a próxima atividade da categoria é um ato na Praça da Matriz, no dia 27 de janeiro, quando pode haver a convocação de uma sessão extraordinária para a votação do restante do pacote de Eduardo Leite na Assembleia Legislativa.

*Informações Correio do Povo / edição Portal CliR