Projeto para levar catamarã até Barra do Ribeiro é tema de audiência com o governador

A pedido do deputado federal Lucas Redecker, o governador Eduardo Leite recebeu, na tarde desta sexta-feira (11), lideranças do município de Barra do Ribeiro. Na pauta, o projeto de revitalização de uma área central e histórica às margens do Guaíba, que contempla a extensão da linha do catamarã da Capital até o município. Segundo a comitiva, a chegada da embarcação é fundamental para dar atratividade ao projeto turístico.

Para viabilizar a atracação de barcos de turismo e do catamarã da empresa CatSul, é necessário fazer o desassoreamento do canal, o que depende do Estado, explicou Redecker. O governador determinou ao secretário de Logística e Transportastes, Juvir Costella, que faça um estudo técnico da obra, reforçando que apoia iniciativas como essa, que movimentem a economia e gerem desenvolvimento e bem-estar à população.

A revitalização começou em 2018, ainda com o projeto elaborado junto ao Veleiros do Sul. A implantação do transporte hidroviário prevê a recuperação das instalações físicas do prédio do Engenho Santo Antônio, que servirá para abrigar, além da hidroviária, inúmeras atividades, tais como lojas de artesanato e restaurantes. A área conta com mais de 10 mil metros quadrados.

Dados técnicos da Fundação Estadual de Planejamento Metropolitano e Regional (Metroplan) indicam que o trajeto Porto Alegre/Barra do Ribeiro seria feito em 50 minutos.  A prefeitura de Barra do Ribeiro informou que além da linha do catamarã a ideia é ter uma escola com cursos profissionalizantes, um centro de eventos, teatro, comércio, escritórios, atelier, museu e um deck, além do terminal hidroviário/rodoviário. O transporte poderá ser feito pela CatSul, empresa que opera o catamarã entre Porto Alegre/Guaíba.

A Metroplan afirma que não vê problemas na criação de uma linha até Barra do Ribeiro, mas que o antigo trapiche não possui condições de garantir que uma embarcação possa atracar com segurança. Os requisitos estabelecidos para disponibilizar a linha compreende a revitalização do atracadouro e a reorganização do transporte municipal da cidade para que os usuários possam chegar até o local. O prefeito de Barra do Ribeiro, Jair Machado, disse que ainda faltam realizar as obras do atracadouro e de reforma da rua e do entorno do Engenho Santo Antônio. “Existem empresas que já manifestaram interesse em instalar um restaurante, um banco e um supermercado no complexo do Engenho Santo Antônio”, destacou.

Com informações do Correio do Povo

Artigos relacionados

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios
%d blogueiros gostam disto: