Quando olhamos para nosso amigo de quatro patas brincando por nossa casa, mal imaginamos a história que ele carrega consigo. Para descobrir um pouco mais sobre a incrível evolução dos cães domésticos, antes, temos que saber qual é a raça de cachorro mais antiga do mundo!

 

Como o cachorro surgiu?

Cientistas buscam responder como o cachorro surgiu há muitos anos. Mesmo que existam diversas teorias sobre como os lobos vieram a se tornar cães domésticos, ainda é difícil tirar uma única conclusão sobre a origem dos pets.

Uma das teorias recentes mais aceitas data a aparição dos cachorros a cerca de 20.000 a 40.000 anos atrás. Esse número é baseado em achados arqueológicos que ainda são disputados.

Outra teoria diz que a domesticação de lobos começou porque humanos caçavam alimentos que não podiam comer, mas que eram facilmente digeridos pelos animais. Por isso, as sobras ficavam para os caninos, que passaram a acompanhar os humanos para ter a barriga sempre cheia.

Vendo que a presença de lobos ajudava a manter predadores distantes, humanos passaram a nutrir essa relação. Quando eles deixaram o estilo de vida nômade, passaram a treinar esses animais para outras funções além da guarda e da caça, criando variantes da espécie, ou seja, as raças de cachorro.

 

Afinal, qual é a raça de cachorro mais antiga do mundo?

Se é tão difícil traçar a origem dos cães, como saber qual a raça de cachorro mais antiga do mundo? Bom, existem várias linhas de estudo que apontam para caninos de origem asiática e europeia como os mais antigos.

Esses estudos observam comportamentos, linhagens, descobertas arqueológicas, DNA, entre outros fatores, para tentar definir a raça de cachorro mais antiga. Listamos algumas das que podem ser traçadas como as mais longínquas. Vem ver!

Shiba Inu e Akita Inu

A Shiba Inu tem grande probabilidade de ser a raça de cachorro mais antiga do mundo, ao lado da Akita Inu. Consideradas primas, elas são originárias do Japão. Esses cãezinhos apresentam uma alta compatibilidade genética com os lobos — daí a teoria de que, talvez, sejam um dos cachorros mais antigos.

 

A semelhança entre as duas raças é grande, mas Shibas são menores que Akitas, já que foram criados para caçar animais maiores. Ambos são bichinhos muito independentes e até teimosos, mas cheios de fofura!

 

Saluki

Também presente na lista de possível raça de cachorro mais antiga, a Saluki tem origem no Oriente Médio, no Egito e na Ásia. O curioso dessa raça é que há indícios de que ela surgiu antes da construção das grandes pirâmides, sendo considerada a favorita dos faróis.

Inclusive, o peso histórico é tão significativo que até Alexandre, o Grande — rei do reino grego da Macedônia — tinha um desses peludos. A herança física é muito parecida com a dos ancestrais, com pernas compridas, crânio longo e estreito.

Hoje em dia, esses cães são conhecidos pela independência e pela lealdade. Muito agitados, são cachorros de grande porte, que necessitam de bastante espaço para se sentirem confortáveis.

 

Chow-Chow

Originário da China, o Chow-Chow também tem uma grande história e pode entrar na lista como um cachorro antigo. Com base em esculturas e artefatos da China Antiga, estima-se a existência desse cão desde antes do ano de 200 a.C.

Conhecidos pela estilosa e diferenciada língua azul — que, inclusive, é uma das formas de saber se o cachorro é de raça pura ou misturada —, esses peludos são bastante reservados.

Isso vem da grande independência, que também os torna um pouco difíceis de serem adestrados. No entanto, são animais tranquilos e requerem pouco exercício, mas o tutor deve procurar incentivá-lo para evitar problemas de saúde.

 

Basenji

Entre os candidatos à raça de cachorro mais antiga do mundo, também está o curioso Basenji. Ele é chamado de “cão sem latido” porque a anatomia não permite que emita o conhecido “au au”, como outros peludos. Em vez disso, ele produz um grunhido bem característico, que parece um uivado.

Esse pet tem origem na região dos rios Nilo e Congo. Assim como os companheiros históricos, é muito independente e possui um forte instinto de caça. Por isso, é ideal que seja treinado e crie um laço de confiança com a família desde filhote.

E aí, seu pet é da raça de cachorro mais antiga do mundo? Seja qual for, saiba que ele tem um passado grande e especial.