A publicação no Facebook de Cheila Trescastro, moradora da localidade de Brasino, em Cerro Grande do Sul, na noite desta segunda-feira, 16 de junho, reclamando da deficiência da iluminação pública nas ruas da vila, desencadeou uma série de protestos na rede social quando moradores de diversos bairros da cidade e de outras localidades fizeram eco ao apelo da professora que cobra do poder público municipal uma atenção maior ao problema.

Junto com as fotos da rua escura a moradora postou o texto afirmando que foram diversos os pedidos encaminhados à secretaria municipal de obras para que fosse feita a substituição das lâmpadas queimadas e instalação de novas, mas que a solicitação seguia sem retorno.

Outra moradora da rua, Ariele Garcia, confirmou a versão de sua vizinha e garante que desde 2019 o problema persiste sem solução e que próximo a sua casa são quatro postes que estão sem lâmpadas.

“Aí na hora de pagar a gente tem que pagar. Eu pago 8 reais pela iluminação pública. Agora não tem luz na rua toda”, protesta no comentário.

A comerciante Michele Castro, que reside e tem comércio no final da Av. Thedoro Zenker, próximo ao centro da cidade, também publicou que está se sentido incomodada com a falta de atenção ao problema.

“Já estão se passando três meses que entrei em contato, para o pedido de trocas de lâmpadas em frente à minha casa e na estrada que segue até o centro. Mas até o presente momento ninguém teve tempo para conseguir trocar uma lâmpada do poste! Estou no aguardo!”, publicou.

Da mesma forma, sua vizinha do outro lado da rua, Jessica Koslowski Tejada garante que já solicitou a troca das lâmpadas, mas não foi atendida.

Outras reclamações informando sobre a falta de lâmpadas no centro da cidade, no bairro Cohab, na Linha Tejada e em Garambéu também povoaram a rede social.