A luta pelo asfaltamento do trecho de 24 km da rodovia ERS-715, que liga Cerro Grande do Sul e Sentinela do Sul à BR-116 foi pauta de reunião nesta quinta-feira, 25 de abril, em Porto Alegre, numa agenda construída pelo deputado estadual Zé Nunes (PT) diretamente com o secretário estadual de Logística e Transportes, Juvir Costella, em seu gabinete, no Centro Administrativo.

Ao perguntar sobre a possibilidade de execução da obra, Zé Nunes destacou a importância deste investimento na região e o histórico de lutas de lideranças locais pelo atendimento da demanda.

“O asfalto é primordial para o desenvolvimento deste dois municípios que estão mobilizados há anos na cobrança desta obra e agora mais do que nunca organizados com um grande movimento que inclui a participação dos prefeitos, vereadores, empresários, agricultores familiares e com o apoio do jornal Regional que segue registrando esta luta e as dificuldades diárias enfrentadas pela falta de infraestrutura”, argumentou o parlamentar.

O representantes municipais atualizaram o secretário sobre as últimas movimentações entorno da demanda e revelaram a preocupação com o trabalho de reestruturação do projeto inicial que estaria em andamento, mas que não se tem conhecimento de sua evolução.

Costella ponderou que realmente é necessário que os projetos sejam readequados com a atualização dos valores dos serviços, uma vez que são projetos antigos, elaborados há duas décadas. O secretário se comprometeu em levantar todas as informações sobre a obra para dar sequência aos trabalhos técnicos que deverão ser discutidos em nova reunião em breve.

“Proponho criarmos uma agenda positiva para que possamos acompanhar juntos os desdobramentos e que isso agilize os trabalhos dentro das nossas possibilidades”, sugeriu Costella.

A comitiva sulcerrograndense revelou também as dificuldades do município, jurídicas e financeiras, para a manutenção da estrada estadual, já que o trecho é um das principais vias de escoamento da produção local e que exige reparos constantes pelo alto fluxo de caminhões de cargas.

Neste sentido o secretário estadual sugeriu aos municípios a adesão a um termo de cooperação técnica. “Dessa forma, as prefeituras estarão resguardadas e poderão realizar obras de manutenção nas rodovias, ao tempo em que estamos empenhando esforços para auxiliar os municípios de alguma forma, seja com máquinas, recursos financeiros ou material de consumo. Precisamos nos ajudar”, propôs.

De Cerro Grande do Sul participaram da reunião o secretário municipal do Meio Ambiente, Robson Vaz e o chefe de gabinete Carlos Coutinho, além de Cicero Silva, representando o movimento “ERS-715 Asfalto Já” e o jornal Regional.