Por Fábia Richter – Enfermeira e Gestora

A comunicação é chave para relações, negócios e principalmente ajudar as pessoas a melhorar sua saúde. A comunicação é formada por duas etapas: falar e ouvir. Mas a verdade é que não sabemos ouvir as pessoas. Estamos preocupados em sermos ouvidos, mas deixamos de lado o que o outro tem a dizer.

Estudos mostram que preferimos ouvir pessoas desconhecidas a nossos próprios familiares. Isso acontece porque acreditamos já conhecer tudo sobre as pessoas próximas e o que elas têm a dizer. Carregamos opiniões fixas sobre as pessoas e isso faz com que percamos conexão com elas.

A verdade é que as pessoas não têm disposição de entender o que as outras querem dizer, mas querem apenas responde-las, de modo a mostrar que sabem mais, ou que possuem mais a contribuir. Isso gera, na comunicação, uma competição de egos, onde cada um quer falar mais e melhor que o outro. Um exemplo prático disso pode ser percebido em diálogos entre pessoas com problemas, onde cada uma fala sobre suas dificuldades, tentando  mostrar que estão em situações piores que a outra.

Imagem: Pixabay/Mabel Amber

Se prestássemos atenção no que as pessoas dizem, ao contrário de mostrarmos que estamos piores, ou melhores, poderíamos ajuda-las a resolver seus problemas e o mesmo aconteceria conosco. Nossas relações se transformariam em cooperação mútua, sem competições de ego e valores.

É por isso, também, que as brigas e discussões acontecem. Queremos sempre defender nossos próprios pontos de vista e não temos interesse de entender o outro. Assim, acabamos discordando simplesmente por acreditarmos que estamos com a razão, ou porque não aceitamos as diferenças do outro.

William Ury, um dos maiores negociadores de conflitos do mundo, diz “você precisa suspender sua reação quando quiser revidar, ouvir quando quiser rebater, perguntar ao invés de forçar suas respostas, criar pontes ao invés de impor seu jeito”. Isso nos faz pensar que inúmeras discussões poderiam ser evitadas se deixássemos de lado nosso ego e quiséssemos verdadeiramente entender o outro.

Falando sobre saúde, o médico só saberá identificar o foco do problema de uma pessoa, ouvindo-a; o psicólogo só conseguirá encontrar a raiz de uma doença mental, ouvindo o paciente. Está mais que claro que ouvir é o segredo para acharmos a paz, a saúde e acabar com muitos conflitos presentes no dia a dia.

Saber ouvir é capaz de proporcionar boas relações, capaz de curar feridas que somente com uma comunicação verdadeira é possível. Ouvir o que o outro tem a dizer pode nos ajudar a entender melhor a nós mesmos, saber encontrar o caminho para uma saúde mais plena e uma qualidade de vida mais saudável.