Saiba quais denúncias a “CPI do Doze” investiga

A Comissão Parlamentar de Inquérito tem como objetivo investigar denúncias direcionadas à Administração Municipal

Na noite desta segunda-feira (25), durante a sessão ordinária na Câmara Municipal de Cerro Grande do Sul, foi instalada a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), que tem como objetivo investigar denúncias direcionadas ao Executivo Municipal. O autor das acusações é o ex-secretário de Saúde e Educação e Cultura, Júlio César Figueiredo Doze.

Na ocasião, houve a leitura do Pedido de Informação nº 0002/2022. Por meio do texto apresentado, os vereadores da Casa de Leis do município solicitam ao prefeito Gilmar João Alba (PSL) — também conhecido como Gringo — esclarecimentos a respeito de despesas, contratos, entre outros, apresentados no documento.

Em sua formação, a CPI traz como membros os vereadores Breno Garcia (PP), Cláudia Coutinho (MDB) e Geraldo Medeiros (PSL). Garcia irá presidir a investigação, enquanto Cláudia atuará como vereadora relatora. Medeiros, por sua vez, assumirá o papel de vereador secretário.

Denúncias

No requerimento para instalação da comissão parlamentar de inquérito, são apresentados os seguintes objetos de investigação:

  • Possível irregularidade em contrato de locação onde o município paga R$ 6 mil em prédio para instalação da Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SMEC), o qual está sem condições de habitabilidade;
  • Possível desvio de R$ 2 milhões dos Recursos Livres do Município após 17 de janeiro deste ano, quando o até então Secretário da Fazenda deixou o cargo. Doze afirma que, anteriormente, haviam R$ 5 milhões em caixa, restando somente R$ 3 milhões;
  • Possível irregularidade no contrato com a empresa Delta Soluções, onde alega que há danos ao erário em R$ 23.980,89 por mês, tendo em vista sistemas inoperantes e ineficientes, sendo que dos 21 sistemas, somente um funciona, havendo agente público que recebe propina;
  • Possível realização de transporte de universitários com veículo público e motorista sem qualquer lei ou autorização que amparasse tal transporte;
  • Possível irregularidade em médico do quadro do município que foi dispensado de suas atividades em função dos protocolos da covid-19 (maior de 60 anos) que foi contratado por empresa particular para prestar serviços no mesmo local de trabalho do qual fora dispensado, causando ao município um prejuízo de mais de R$ 1 milhão;
  • Possível irregularidade em face da Sociedade Esportiva Recreativa e Cultural (Serc) Cruzeiro do Sul estar funcionando sem Plano de Prevenção e Proteção Contra Incêndios (PPCI). Segundo Doze, houve parecer do setor de engenharia para interditar a sede, todavia, o prefeito ordenou que o pedido fosse arquivado alegando que, caso feche o clube, perderá a próxima eleição;
  • Possível pagamento indevido a professor com verba do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (FUNDEB), sendo de R$ 23 mil. O ex-secretário relata erro administrativo e declara que o valor não foi devolvido aos cofres públicos;
  • Possível irregularidade na contratação da Empresa Jorge Luis Nunes Silveira Junior Eireli (pessoa jurídica de direito privado), estabelecida em Viamão, bairro Águas Claras, Rio Grande do Sul;
  • Suposta perseguição a vereadores por terem votado pela abertura de CPI em relação à contratação da van para a Secretaria Municipal da Saúde;
  • Suposta irregularidade na contratação de internet fibra óptica no município, empresa Conectsul Comércio e Serviços LTDA.

Prefeito

No dia 29 de março, o prefeito Gilmar João Alba recebeu a equipe do Portal ClicR em seu gabinete, na Prefeitura Municipal de Cerro Grande do Sul. Na ocasião, o prefeito se mostrou a favor da abertura da CPI.

Em relação às acusações, o prefeito mencionou que se houver alguma irregularidade administrativa, é devido às decisões de Doze enquanto secretário. “O trabalho dele até então eu sempre ia aprovando tudo. Se existe alguma coisa de errado é por esta confiança que eu depositei completamente nele. Por isso sou a favor dessa CPI, que daí me tranquiliza. Se tem alguma coisa errada que apareça logo que foi no comando dele”, disse Gilmar Alba.

POLÍCIA

Acidente com vítima fatal na ERS 350 em Chuvisca

Motociclista veio a óbito ainda no local No final da manhã desta quinta-feira (26), um acidente de trânsito grave envolvendo um automóvel Ford Ka Vermelho...

Policia Civil recupera, em Guaíba, carga roubada de Canoas

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Repressão ao Roubo e Furto de Cargas (DRFC), do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), sob...

Operação policial desarticula quadrilha que atacou carro forte em Guaíba

Na manhã desta quarta-feira (25), a Polícia Civil, por intermédio da 1ª Delegacia de Polícia de Repressão a Roubos (1ª DR), do Departamento Estadual...