Em protesto ao pacote do governador Eduardo Leite que muda a carreira do funcionalismo público, milhares de servidores públicos do setor da segurança tomaram as ruas da capital do estado nesta quinta-feira, 05 de dezembro.

Revoltados com as medidas previstas pelo governo do estado, os profissionais da Brigada Militar e outras corporações de diversas cidades do Rio Grande do Sul fizeram uma caminhada na cidade desde a Usina do Gasômetro até a Praça da Matriz, em frente ao Palácio Piratini, onde se mantiveram concentrados e receberam o apoio de deputados estaduais que se somaram aos protestos com discursos inflamados em caminhões de som.

Além das faixas, cartazes e apitos usados para chamar a atenção, os manifestantes utilizaram um caixão que identificaram com a palavra “Governo”, ao qual prenderam caixas de leite, em alusão ao sobrenome do governador.

Em frente a sede do governo estadual os manifestantes da segurança pública se somaram aos representantes do CPERS que seguem em apoio a greve do magistério, desde o dia 18 de novembro, e se mantêm em vigília no centro histórico da capital gaúcha.

Segundo os organizadores o número de manifestantes chega próximo a 3 mil pessoas oriundas de todas as cidades do RS.