A temporada brasileira 2020/21 avança com preços médios da soja operando em níveis recordes reais em algumas praças. Considerando-se a média das regiões acompanhadas pelo Cepea, de outubro/19 para outubro/20, o valor da soja pago ao produtor (balcão) subiu 88% e o de negócios entre empresas (lote), 94%, em termos nominais.

Pesquisadores do Cepea indicam que a sustentação inicial veio das firmes demandas interna e externa e da forte valorização do dólar frente ao real, que tornou a exportação atrativa. Com fluxo crescente de embarques, os estoques domésticos estão baixos. Agora, pesquisadores do Cepea indicam que o atual semeio da safra 2020/21 em ritmo mais lento que em anos anteriores tem elevado as incertezas quanto ao volume a ser colhido, ao mesmo tempo em que as vendas antecipadas desta temporada estão em ritmo acelerado. Com isso, vendedores seguem resistentes em fechar novos negócios, seja envolvendo o grão remanescente da safra 2019/20 ou da nova.

Fonte: Cepea  /  Foto: Crédito: Abiove/Divulgação Diário do Comércio