Evento realizado na tarde de terça-feira, 19, formalizou a parceria da UFRGS com o Governo do Estado do Rio Grande do Sul e a empresa Hyperloop Transportation Technologies (HyperloopTT) para realização de um estudo inicial de viabilidade da rota Porto Alegre-Serra Gaúcha do sistema de transporte de altíssima velocidade por cápsulas, denominado hyperloop. Destinado a passageiros ou cargas, o hyperloop poderá atingir 1,2 mil km/h com conforto e segurança superiores ao de aviões.

Além do estudo de viabilidade técnica da rota, o acordo prevê a análise das condições ambientais, socioeconômicas e financeiras. Está prevista também a avaliação dos aspectos operacionais e estruturais, como localizações para grandes estruturas, possíveis restrições para o alinhamento do sistema e a integração do hyperloop com a estrutura de transporte já existente, entre outros aspectos. O estudo será o primeiro para um sistema hyperloop na América Latina e será coordenado, na UFRGS, pelos pesquisadores Luiz Afonso Senna, professor convidado do Departamento de Engenharia de Produção e Transportes (DEPROT) e presidente da Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do RS (Agergs), e Christine Nodari, do DEPROT, pesquisadora do Laboratório de Sistemas de Transportes da UFRGS (LASTRAN).

O sistema hyperloop é uma tecnologia de transporte em que uma cápsula se desloca dentro de um grande tubo a vácuo a partir de propulsão eletromagnética que a faz levitar e mover-se em alta velocidade devido à ausência de atrito. Conforme o fundador e presidente da HyperloopTT, Dirk Alhborn, o sistema não oferece apenas alta velocidade, segurança e sustentabilidade, mas também se mostra lucrativo, devido ao seu baixo custo operacional, sendo este seu grande diferencial em relação a outros meios. Conforme o pró-reitor de Inovação da UFRGS, Geraldo Jotz, o acordo assinado nesta terça-feira está alinhado a uma das missões assumidas pela Administração Central, que é aproximar a Universidade da sociedade. “O governo do Estado e a comunidade gaúcha podem contar com a UFRGS naquilo em que a Universidade puder contribuir para o Rio grande do Sul e para o País”, afirmou.

O governador Eduardo Leite afirmou que o estudo integra-se a iniciativas de estímulo à inovação no Estado por meio dos programas InovaRS e Techfuturo que vêm obtendo bons resultados graças a sinergia entre poder público, iniciativa privada e universidades. A cerimônia de assinatura contou também com a participação do secretário de Inovação, Ciência e Tecnologia, Luís Lamb, e do diretor da HyperloopTT na América Latina, Ricardo Penzin. De forma virtual, participaram, além do pró-reitor Geraldo Jotz e dos coordenadores do estudo, a diretora da Escola de Engenharia da UFRGS, Carla Ten Caten, o presidente da HyperloopTT e empresários e agentes de inovação. O evento foi transmitido ao vivo pelo canal do Governo do RS no Youtube e pode ser assistido na íntegra neste link https://www.youtube.com/watch?v=ZlIvhJVmgPs.

Fonte: UFRGS / Imagem: Divulgação