Termina na sexta-feira (22), a Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe. O período já foi ampliado pelo Ministério da Saúde devido a baixa procura pela imunização em todo o país.

A preocupação da Pasta é com a proximidade do inverno, período de maior circulação dos vírus da gripe. Também é preocupante o número de casos e mortes registrados no Brasil, que já dobraram na comparação com o mesmo período do ano passado.

O público prioritário é o seguinte: idosos a partir de 60 anos, crianças de seis meses a menores de cinco anos, trabalhadores de saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes e puérperas (até 45 dias após o parto) e pessoas privadas de liberdade – o que inclui adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas.

Desde o dia 11 de junho a Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul amplio as faixas etárias da vacinação contra a gripe para crianças menores de 10 anos e adultos a partir dos 50 anos. A medida é uma recomendação aos municípios e foi adotada pela SES em função da concentração de casos nessas idades.

Fonte: Gazeta Regional