Verde é Vida terá como tema o planeta sustentável

A equipe do Verde é Vida, programa de educação socioambiental e rural da Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), retoma suas atividades presenciais, em 2022, após dois anos. Encontros presenciais com alunos e professores estão na agenda, bem como, a continuidade das ações online. Em 2022, todas as atividades terão como tema o ‘Planeta Sustentável: agir localmente e pensar globalmente’.

O coordenador pedagógico do Verde é Vida, professor José Leon Macedo Fernandes, explica que diversas atividades estão marcadas. “Com a flexibilização das regras sanitárias devido a pandemia, agendamos visitas às escolas parceiras. Também serão retomadas as reuniões pedagógicas especiais nas regiões de atuação, com a realização de palestra, fórum de educação, relatos de experiências e gincana”. Leon ainda revela que a Gincana Cooperativa Sul-Brasileira e o Encontro Sul-Brasileiro de Grupos Ambientais, ambos de forma online, também serão realizados, a exemplo de 2021. “Foi um sucesso e decidimos manter os encontros”.

A 13ª edição da Mostra Científica, igualmente, será realizada. A etapa escolar acontece durante o mês de agosto. Os trabalhos classificados passam para a Etapa Regional, em outubro, que ocorrerá de forma online, onde os trabalhos serão julgados por uma comissão formada por professores e alunos de universidades dos três Estados do Sul do Brasil. Já a etapa Sul-Brasileira será desenvolvida em 2023, durante a 21ª Expoagro Afubra (21 a 24 de março). “A pesquisa científica é um dos trabalhos do Verde é Vida que tem muita adesão das escolas parceiras, o que nos deixa felizes, já que ela desperta o espírito investigativo dos alunos”, destaca José Leon.

Ao entrar nos 30 anos de atividades ininterruptas (completados em agosto de 2022), o Verde é Vida alterou a sua metodologia. As 15 Ações do Verde é Vida foram divididas em:

Ações Operacionais – Relatório Final da Escola, Projeto de Execução da Escola, Publicações, Coleta de Óleo Saturado, Bolsa de Sementes, Ação Conjunta, Grupos Ambientais, Pesquisa Científica e Ação Social.

Ações Complementares – doação de material didático, realização de palestras, participação em eventos, atividades do Afubrinha, Curso de Atualização a Distância (CAD) e doação de mudas e sementes.

 

As escolas parceiras foram divididas em três Grupos:

 Grupo 1 – estas escolas são contempladas com as 15 Ações: Relatório Final da Escola, Projeto de Execução da Escola, Publicações, Coleta de Óleo Saturado, Bolsa de Sementes, Ação Conjunta, Grupos Ambientais, Pesquisa Científica e Ação Social; doação de material didático, realização de palestras, participação em eventos, atividades do Afubrinha, Curso de Atualização a Distância (CAD) e doação de mudas e sementes.

 

Grupo 2 – são contempladas com 10 Ações: Coleta de Óleo Saturado, Bolsa de Sementes, Ação Conjunta e Grupos Ambientais; doação de material didático, realização de palestras, participação em eventos, atividades do Afubrinha, Curso de Atualização a Distância (CAD) e doação de mudas e sementes;

 

Grupo 3 – são contempladas com sete Ações: Coleta de Óleo Saturado; doação de material didático, realização de palestras, participação em eventos, atividades do Afubrinha, Curso de Atualização a Distância (CAD) e doação de mudas e sementes.

 

As Regiões de Atuação (RAs) também foram ampliadas, passando de 13 para 16. São 450 escolas de 100 municípios dos três Estados do Sul do Brasil:

RA Araranguá: Araranguá, Jacinto Machado, Meleiro, Sombrio, Turvo

RA Arvorezinha: Anta Gorda, Arvorezinha, Ilópolis, Itapuca

RA Camaquã: Arambaré, Camaquã, Cerro Grande do Sul, Chuvisca, Cristal, Dom Feliciano, Sertão Santana

RA Cachoeira do Sul, Candelária e Agudo: Agudo, Cachoeira do Sul, Candelária, Paraíso do Sul, Silveira Martins

RA Francisco Beltrão: Francisco Beltrão

RA Herval do Oeste: Água Doce, Capinzal, Catanduvas, Herval D’Oeste, Joaçaba, Lacerdópolis, Luzerna, Ouro, Salto Veloso, Treze Tílias, Vargem

RA Imbituva e Irati: Guamiranga, Imbituva, Irati, Prudentópolis, Teixeira Soares

RA Jaguari: Jaguari

RA Rio Negro e Mafra: Campo do Tenente, Itaiópolis, Mafra, Piên, Quitandinha, Rio Negro

RA Rio do Sul e Ituporanga: Agrolândia, Atalanta, Braço do Trombudo, Dona Emma, Ibirama, Imbuia, Ituporanga, Lontras, Mirim Doce, Petrolândia, Presidente Getúlio, Rio do Campo, Rio do Sul, Taió, Trombudo Central, Vidal Ramos

RA Sobradinho e Arroio Do Tigre: Arroio do Tigre, Lagoa Bonita do Sul, Passa Sete, Salto do Jacuí, Segredo, Sobradinho, Tunas

RA Santa Cruz Do Sul: Butiá, Encruzilhada do Sul, Gramado Xavier, Guaporé, Herveiras, Pantano Grande, Passo do Sobrado, Rio Pardo, Santa Cruz do Sul, Serafina Corrêa, Sinimbu, Vale do Sol, Vera Cruz

RA São Lourenço do Sul e Canguçu: Arroio do Padre, Canguçu, Pelotas, Rio Grande, São Lourenço do Sul, Turuçu

RA São Miguel D’Oeste: Princesa, São Miguel D’Oeste, São José do Cedro, Iporã D’Oeste

RA Tubarão e Braço Do Norte: Braço do Norte, Gravatal, Tubarão

RA Venâncio Aires: Arroio do Meio, Boqueirão do Leão, Cruzeiro do Sul, Lajeado, Mato Leitão e Venâncio Aires

Jorn. Luciana Jost Radtke/Foto: Arquivo/Afubra

POLÍCIA

Pai e filha são indiciados por associação criminosa armada em Tapes

Recentemente, a Delegacia de Polícia de Tapes instaurou um Inquérito Policial com o objetivo de identificar membros de uma quadrilha após inúmeros assassinatos ocorridos...

PRF prende motorista que fumava maconha enquanto dirigia

No final da manhã desta quinta-feira (19), a Polícia Rodoviária Federal prendeu um motorista que dirigia em zigue-zague. O homem, com diversas ocorrências e...

PRF prende traficantes e apreende mais de 700 kg de maconha no RS

Em três ações distintas no Rio Grande do Sul, nesta quarta-feira (18), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu mais de 700 kg de maconha,...