Corrida de Cancha Reta: uma tradição que resiste ao tempo em Tapes

0
Cavalo Coronel é um dos campeões da cancha

Jockey Clube de Tapes associação com cerca de 90 anos mantém tradição do esporte

A cancha reta é a modalidade de corrida de cavalos que está enraizada na tradição e na cultura dos gaúchos, existindo desdes primórdios da formação do nosso Estado, sendo o esporte e o jogo de preferência do homem do pampa.
Os cavaleiros, em pleno campo, se desafiavam. Muitas vezes, no retorno das campeiradas, tiravam cismas de quem possuía o cavalo mais rápido. Todavia, no geral, “atavam” carreiras para datas específicas, geralmente aos domingos.

Os carreiristas sempre preferiam a “cancha reta”, de metragem não muito longa. O percurso podia ser de 260 a 400 metros. Com o hábito das carreiras e invariavelmente com o volume de dinheiro envolvido no jogo, a atividade também se transformou em negócio.
No Rio Grande do Sul existem atualmente cerca de 750 canchas de carreira. Um destes redutos da tradição gaúcha está localizado no município de Tapes, mais precisamente na Av. Tancredo Neves, no bairro Balneário Rebello, nº 1072.
Em agosto de 2007, o então prefeito municipal Sylvio Tejada Xavier autorizou a concessão de uma área pública para as instalações do Jockey Clube de Tapes, após uma decisão judicial ter interditado a tradicional cancha de corrida, que ficava situada numa região mais central da cidade.

Já no mês de agosto deste ano, a associação com quase um século de vida escolheu os novos membros da diretoria. De acordo com Iran Vieira, vice-presidente do Jockey Clube, umas das metas da atual gestão é buscar recursos via Governo Federal para poder dar início as obras estruturais na área onde fica localizado o Jockey Clube. Atualmente são cerca de 12 cavalos que são cuidados no local. Nas cocheiras são tratados as estrelas principais, os cavalos de raça quarto de milha e também o puro sangue inglês (PSI), os mais utilizados nos duelos na cancha reta.

O cuidado com os animais é outro fator que ganha espaço entre os integrantes da associação. Conforme Iran, frequentemente são realizados testes laboratoriais para conhecer o estado de saúde dos cavalos que participam destas corridas.

No último duelo entre manos o vencedor foi o cavalo Coronel de propriedade de Jeferson Oliveira, que conduzido pelo jóquei Paulo Airton, o “Buiu”, ganhou na prova de 350 metros. As corridas ocorrem tradicionalmente nos domingos, depois das 17 horas.
Iran aproveita para convidar o público em geral para prestigiar este tradicional esporte do Rio Grande do Sul. Quem quiser saber maiores informações ou até mesmo as datas dos próximos duelos pode ligar para o número (51) 998.149.574, com Iran.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here