Iniciaram as aulas na rede municipal de Mariana Pimentel

Como havia sido anunciado pelo prefeito Renato Gonckzoroski, na semana passada, as aulas da rede municipal de ensino tiveram início na manhã desta quarta-feira de cinzas, 06 de março.

Já pela manhã centenas de crianças ocuparam as salas de aulas das escolas Ana Barok, de Potreiro Grande, Dom Pedro II, de Boqueirão e João Ziulkoski Filho, na sede municipal. Ao todo o município atenderá cerca de 530 alunos do pré-escolar ao 9° do ensino fundamental, no ano de 2019.

A secretária municipal de Educação, Laíse Gorziza informou que correu tudo bem com o reinício e que alguns pequenos transtornos no transporte escolar por conta do novo mapeamento estiveram dentro do tolerável, mas foram de fácil solução e o trabalho seguiu seu curso.

A secretária também falou das novidades que deverão ser implantadas no setor de educação ao longo do ano letivo de 2019. A primeira delas, já em andamento, refere-se ao projeto de trabalho em rede, englobando profissionais de Saúde, Assistência Social, Cultura, Turismo e Desportos, Conselho Tutelar e Ministério Público.

O objetivo do projeto é a identificação e o amparo de alunos que possuam algum tipo de deficiência de aprendizado, seja por uma condição física, psíquica ou emocional, entre outros fatores. Estas crianças ou adolescentes terão atendimento em espaço específico montado junto ao prédio da secretaria onde serão amparados por profissionais competentes ou encaminhados a tratamentos específicos.

“Se a criança apresenta um déficit de aprendizado causado por uma deficiência visual, por exemplo, estaremos encaminhando ela a um tratamento adequado de forma a minimizar o problema e contribuir com sua evolução. Aqui no espaço temos professores, psicopedagogas e nutricionistas que farão esse acompanhamento”, explicou a secretária.

O outro projeto previsto para o ano é a implantação das aulas de reforço no turno inverso, nas escolas, com o objetivo de recuperar os alunos que tiverem desempenho abaixo da média pretendida.

Para tanto a secretaria está fazendo um mapeamento destas deficiências, a partir de diagnóstico de orientadores e supervisores. Nos primeiro dois meses de aulas serão aplicadas provas aos alunos para identificar o público alvo do projeto de modo que o trabalho tenha a efetividade pretendida e que as metas de ensino sejam alcançadas.

Formação pedagógica

Ainda em fevereiro, nos dias 18 e 19, a secretaria municipal de Educação promoveu um evento de formação pedagógica aos professores da rede municipal.

As atividades que ocorreram no prédio do Farol do Saber contaram com palestras que abordaram diferentes temas que contribuem com a capacitação dos educadores.

A própria secretária Laíse Gorziza de Souza ministrou a palestra “A situação da educação no mundo, estado e municípios”. Para falar sobre o tema “Educação inclusiva, adaptação curricular e avaliação adaptada” esteve no evento Elaine Guterres Rodrigues. Finalizou as palestras Teresinha Silva Torres “Línguas Semânticas”.

Artigos relacionados

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios
%d blogueiros gostam disto: