Menina carente ganha festa de debutante na escola

0

Parecia conto de fadas, história da Cinderela, mas foi tudo realidade.
O sonho, que é da maioria das adolescentes prestes a completar 15 anos, de ter uma grande festa, parecia não ser possível para jovem Ketlyn Giovana Dão Quimaia de Moura, moradora da localidade de Brasino, em Cerro Grande do Sul.
De família pobre e com a mãe doente ela precisa dividir o tempo entre os estudos e os afazeres domésticos, que inclui cuidar da própria mãe acamada e das duas irmãs gêmeas de apenas quatro anos de idade, tarefa que divide com outros dois irmãos mais velhos para que ambos consigam frequentar a escola. O pai tem outra família e aparece somente, de vez em quando pra dar alguma ajuda.
Pois foi justamente na escola Mem de Sá, onde estuda, no centro da cidade, que Ketlyn teve a maior e melhor surpresa de sua vida, por conta de uma grande festa preparada por colegas, professores e funcionários da escola, que transformou a comemoração de seus 15 anos em um evento histórico e recheado de emoções.
Sensibilizados com a história de vida da jovem, alguns de seus colegas e professores tiveram a ideia de fazer uma festinha na sala de aula para dar a ela momentos felizes, na passagem do seu aniversário, mas nem mesmo o mais otimista dos idealizadores conseguiria prever a dimensão que a iniciativa iria tomar. A solidariedade contagiou a todos na escola e a cada dia mais e mais pessoas queriam contribuir com o projeto e comemorar junto a festa da debutante.
O resultado não poderia ser outro que não uma superfesta com direito a cenário temático, vestido, maquiagem, bolo, presentes e até mesmo o anel de debutante.
Exatamente no dia em que Ketlyn completou os 15 anos, na quinta-feira, 11 de outubro, a festa foi promovida, quando a mãe e os irmão foram conduzidos até a escola de táxi, custeado pelos organizadores, e viram a mais linda aniversariante ser recebida na sala com um sonoro “Parabéns a você”, para em seguida ser cortejada por todos que queriam dançar a valsa com ela. Foram muito poucos os presentes que seguraram as lágrimas.
Além da organização da festa de debutante, também se originou na escola uma campanha de arrecadação de alimentos e fraldas geriátricas (para a mãe da jovem) que somou uma grande quantidade de doações para ser entregue à família. Ainda teve uma soma em dinheiro que possibilitou Ketlyn fazer compra pessoais para seu uso diário.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here