Preço do tabaco será definido em Santa Catarina

0

As sete entidades que compõe a Comissão de Representação dos Produtores de Tabaco, a Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), as Federações dos Sindicatos Rurais (Farsul, Faesc e Faep) e as Federações dos Trabalhadores Rurais (Fetag, Fetaesc e Fetaep), realizam reunião sobre a safra 2018/2019 nos dias 5 e 6 de dezembro, na sede da Fetaesc, em São José/SC.

Segundo o presidente da Afubra, Benício Albano Werner, no dia 5, na primeira parte da manhã, as entidades realizam uma reunião fechada para analisar a adequação das tabelas de preço e informações sobre as especificações do tipo de tabaco que o mercado comprador exige. “ Os compradores exigem cada vez mais um tabaco mais maduro, mais da cor laranja, e alertamos o produtor para adequar o seu plantio e cura da planta à esta exigência para garantir uma melhor qualidade e preço”, explica Werner. Na pauta, ainda, a análise do custo de produção apurado pelas entidades, que servirá de parâmetro para a negociação do reajuste do preço do tabaco para a safra 2018/2019. “Este ano, pela primeira vez, as entidades apuraram o custo de produção de maneira separada para cada empresa. Então, a negociação será sobre a variação do custo de produção de cada empresa. Porém, o percentual de reajuste (lucratividade do produtor) vamos procurar ter o mesmo para todas as empresas”, destaca o presidente da Afubra.

Nas reuniões individuais com as empresas (veja agenda abaixo), a pauta abrangerá a análise e definição da nova tabela; a apresentação e análise do custo de produção apurado pelas entidades e cada empresa; e a negociação dos preços que serão praticados na comercialização da safra.

AGENDA:

 05/12 (quarta-feira)

8h – Entidades

10h15min – Souza Cruz

13h30min – JTI

15h15min – Philip Morris

17h – Universal Leaf

 06/12 (quinta-feira)

8h – Alliance One

9h45min – China Brasil Tabacos

Jorn. Luciana Jost Radtke/Afubra

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here