Na manhã desta quarta-feira, 15 de abril, o grupo de Bombeiros Civis Voluntários (BCV) de Arambaré recebeu um pedido de apoio pelo rádio amador, oriundo de uma embarcação que enfrentava problemas de navegação na Lagoa dos Patos.

O navio rebocador Condor, do grupo Aliança, que estava puxando uma carga de cereais de Porto Alegre ao porto de Rio Grande teve um problema mecânico e ancorou, na noite da terça-feira (14), a cerca de 8 km da costa, em frente à cidade de Arambaré, onde a profundidade da lagoa varia entre os 3,8m aos 4,2m, segundo o BCV. Da margem da lagoa era possível avistar a embarcação de grande porte.

Os tripulantes da embarcação explicaram aos bombeiros que devido ao forte vento foi necessário a realização de uma manobra que fez com que um dos cabos que ligava o rebocar aos cascos se enrolasse numa das hélices impedindo o funcionamento de um dos motores.

Uma equipe de mergulho de pronta resposta do BCV se deslocou até a embarcação e após fazer a vistoria e constatar o problema conseguiu cortar e remover o cabo liberando a hélice. Os fortes ventos que sopravam na lagoa dificultaram os trabalhos que tiveram início por volta das 08 horas e se estenderam até às 14 horas.

Depois do problema resolvido o cargueiro ainda esperou que os ventos acalmassem para seguir viagem e só em condições ideais o rebocador retomou o curso levando os cascos repletos de containers.

O bombeiro líder Peixoto destacou que em função da pandemia de coronavírus os bombeiros voluntários tiveram todo o cuidado de proteção mantendo contato com apenas três tripulantes do navio e com os devidos cuidados de distanciamento para evitar possível contaminação.