Uma moradora de Camaquã procurou a Polícia Civil para registrar que ela e seu marido foram vítimas de um golpe ao tentar comprar um veículo pela internet.

Conforme relato da denunciante o seu companheiro se interessou pelo anúncio de um veículo Celta através de uma página de anúncio do Marketplace Facebook de uma revendedora de Pelotas.  O companheiro da vítima contatou o perfil do anunciante que direcionou o telefone do suposto vendedor da revenda de Pelotas, fone área 51, que se apresentou pelo nome de Alex, o qual durante a conversa exigiu o pagamento de R$ 1.000,00 (um mil reais) como sinal para o negócio e, no dia 19/01/2021, a vítima depositou o dinheiro em uma conta da Caixa Econômica Federal.

A vítima ainda enviou imagens digitalizadas dos seus documentos CNH e comprovante de residência, contendo dados pessoais da vítima. Segundo a vítima a negociação foi realizada por Whatsapp.
Durante a negociação, um outro homem que se apresentou como Ricardo, um suposto segundo vendedor com telefone de contato de Santa Catarina, começou a exigir estranhamente mais R$ R2.500,00 (dois mil e quinhentos reais) para assegurar o negócio, alegando haverem outros interessados no carro, sendo que a vítima nem havia visto o carro pessoalmente, todavia, a vítima não efetuou mais nenhum depósito.

O falsário chegou a mandar até cópia de um CRLV para aparentar que o negócio era lícito, e fotos de casais dizendo que eram os vendedores. Posteriormente, o companheiro da vítima contatou a loja física mencionada na página, e o dono da revendedora anunciada disse que tentou denunciar o perfil falso e que outras seis pessoas caíram no mesmo golpe.

O companheiro da vítima, ao tentar desfazer o negócio, foi informado pelo falsário que era golpe.