A estiagem que atinge o estado, incluindo a Costa Doce, já causa enormes prejuízos entre os produtores rurais e ascende um alerta na região quanto ao possível racionamento de água para o consumo humano.

Em Cerro Grande do Sul a vazão do arroio São Silvestre, que abastece a cidade reduziu consideravelmente e já no último domingo, 08 de março, a água chegou a parar temporariamente de descer pelos canos que chegam até a estação de tratamento da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan), no bairro Vilanova, necessitando de intervenção dos servidores da concessionária para restabelecer o fornecimento.

De acordo com servidor responsável pela estação de tratamento de água da Corsan na cidade, ainda não há motivos para medidas extremas, mas a se confirmarem as previsões climáticas de baixos volumes de chuvas para os próximos dias a situação poderá ficar crítica.

Algumas das previsões meteorológicas indicam chuva na região somente para o próximo dia 15 de março, ainda assim um volume bem pequeno que não deve chegar aos 20mm. Outros prognósticos revelam que o período com pouca chuva se estende até o mês de setembro.

“Estamos monitorando a vazão do arroio há vários dias e registramos uma grande diminuição no volume de água. Solicitamos aos consumidores que evitem o desperdício e nos avisem se perceberem qualquer tipo de vazamento na tubulação para podermos fazer o reparo com a maior agilidade possível. O telefone de contato é o 08006466444 e a ligação é gratuita”, informou o servidor.