Na tarde desta quinta-feira, dia 11, a Polícia Civil, através da DECRAB Camaquã com apoio da Delegacia de Polícia de Rio Pardo, 1ª Delegacia de Polícia de Santa Cruz do Sul, da Delegacia de Polícia de Tapes e da Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, deu sequência a segunda fase da “Operação Cordilheira”, sendo realizadas buscas em uma propriedade rural nas localidades de Capão da Coalhada, no interior do município de Rio Pardo.

A ação tem por objetivo averiguar uma movimentação de semoventes (bens móveis) realizada na data do furto, sendo os animais encaminhados para uma propriedade rural em Santa Cruz do Sul no final do mês de fevereiro de 2020. Em pesquisa ao sistema da Secretaria de Agricultura a Decrab Camaquã constatou que esta propriedade de Santa Cruz, no mês de março, vendeu bovinos para uma propriedade no município de Rio Pardo, motivo da representação pela expedição Judicial de buscas nesta propriedade.

Na ocasião foi realizada a revisão do rebanho bovino existente nesta propriedades, a busca pelas Notas e contra Notas de Produtores Rurais e Guias de Transporte Animal, documentos referentes a esta negociação, bem como formalizar o depoimento do dono da propriedade. Após revisão dos animais foram identificados 3 vacas e 3 terneiros que pertencem a vítima, sendo os animais apreendidos e restituídos a vítima.

A segunda fase da operação Cordilheira resultou num total de 14 vacas e 4 terneiros apreendidos, animais avaliados em cerca de R$ 100.000,00. Participaram da operação 9 policiais civis, 3 agentes da Secretaria de Agricultura-Inspetoria Veterinária em 4 viaturas