Lideranças políticas da Metade Sul do RS comemoraram nesta semana a notícia de que a empresa Ecosul deve arquivar o pedido de prorrogação do contrato de concessão das rodovias BR-116 e BR-392 que havia protocolado junto à ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) em abril deste ano. A concessionária opera nas rodovias desde 1998.

Em entrevista à rádio Acústica FM na manhã desta sexta-feira, 13 de agosto, o deputado estadual Marcus Vinicius se declarou satisfeito com a decisão da concessionária, considerando que a empresa deixa a desejar no serviço prestado e apesar de cobrar maiores tarifas de pedágio do país.

A informação foi divulgada ontem (12/08) depois que a Ecosul encaminhou a nota ao jornalista Jocimar Farina, de GZH, afirmando que havia tomado a decisão durante reunião com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas e técnicos da Agência Nacional dos Transportes Terrestres (ANTT).

Ainda segundo GZH, os trechos da BR-116 entre Eldorado do Sul e Camaquã e da BR-290, entre Porto Alegre e Uruguaiana, serão leiloados para concessão, contudo a Ecosul ainda vai operar até 2026 de acordo com a última prorrogação de contrato ocorrida no ano 2000.

A proposta arquivada previa a redução nas tarifas e obras de infraestrutura nas rodovias, incluindo a conclusão da duplicação da BR-116 entre Guaíba e Pelotas, a duplicação de um trecho de 08 Km na BR-392, no Porto de Rio Grande, reestruturação de ponte no canal São Gonçalo, em Pelotas e conclusão da duplicação da BR-290, entre Pantano Grande e Eldorado do Sul.