Escultura em madeira no Alambique de Diego Deleski em Sertão Santana

Conheça um pouco da história deste alambique que teria iniciado com Bisavô de Diego

Conhecido e muito elogiado pela fabricação artesanal de cachaça, licor, melado e suco de cana, o alambique de Diego Deleski localizado na linha Emboaba interior de Sertão Santana, ganha destaque pela escultura em madeira localizada na entrada de sua propriedade.
Quem passa pela estrada fica admirado e muitos até aproveitam para tirar uma foto, a criatividade foi bem elaborada, no qual, de uma tora de eucalipto foi montada uma garrafa apoiada em uma mão como que se tivesse servindo num copo, a gigante garrafa representa a cachaça produzida pela família. A arte em madeira foi feita pelo proprietário que gerencia as atividades de produção de cachaça Diego Deleski.
Diego relatou que tinha o desejo de fazer algo na entrada de sua propriedade que simbolizasse a atividade da cachaça, atividade esta que esta a mais de 100 anos na família, então aos poucos a ideia foi tomando vida e em dois dias com muita motosserra e lixadeira concluiu a belíssima obra em madeira, além da obra realizada na entrada Diego também montou três bancos rústicos de eucalipto localizados ao lado do espaço onde comercializa as bebidas.
“Já estava a tempo pensando em fazer alguma coisa, logo pensei em colocar uma garrafa em pé , contudo pensei que seria difícil de achar uma madeira grossa e não ficaria legal, então pensei em fazer deitada e colocar o copo, quando cortei a parte de trás da madeira pensei em colocar um suporte para apoiar a garrafa, então percebi que poderia ser uma mão e foi o que fiz, entalhei a base da tora no formato de uma mão segurando a garrafa quase deitada como se estivesse servindo cachaça em um copo gigante de madeira” explicou Diego.

Diego também elaborou bancos rústicos, a partir de uma tora de eucalipto
Obra chama atenção de quem passa pela estrada

Alambique teria iniciado com o bisavô Francisco Deleski

O processo de produção da cachaça artesanal é custoso e cheio de detalhes – uma verdadeira obra de arte. Fazer cachaça é, ao mesmo tempo, ciência, arte, paixão e sabedoria. Tudo é feito com muita calma, cuidado, esmero. Por isto, “artesanal”, apesar de feita exclusivamente do caldo de cana, sem a adição de produtos químicos, cada cachaça carrega características de seu produtor, o alambiqueiro. Cada um tem seu segredo, que normalmente é transmitido de pai para filho. Os detalhes especiais estão espalhados por todo o processo, desde a escolha do tipo de cana, passando pela época certa da colheita, o tempo de moagem, os ingredientes e o tempo de fermentação, a forma de destilação e os tonéis para o envelhecimento, até o engarrafamento.
Diego Stroper Deleski, filho de Evaldo Deleski, vem dando continuidade nesta que é uma das culturas da família que vem desde o tempo de seu bisavô Francisco Deleski, desde este tempo a comercialização sempre existiu, depois seu filho Francisco Deleski Filho deu continuidade, vindo a inicar o trabalho de fabricação de cachaça em 1960 na localidade de Emboaba, em seguida o filho Evaldo Deleski assumiu as atividades e hoje quem administra é o bisneto Diego Deleski. Segundo Diego foi feito alguns investimentos na compra de acessórios para a fabricação da mesma.
Agricultor que tem como base a fumicultura, aposta muito na diversificação de cultura e vê na cachaça uma renda extra, planta também milho, arroz, a própria cana e também criação de gado e recentemente para dar mais destaque na entrada de sua residência plantou nas laterais da estrada mudas de bananas, cultura um tanto diferente mas que Diego acredita com o tempo dará um destaque a mais na propriedade.
No local o cliente pode encontrar seis tipos de licores, além é claro das Cachaças: tradicional a (Branca), a (Envelhecida em Carvalho) e a (Grapia), Amburana e estão trabalhando para mais duas qualidades que serão Balsamo e Cabriúva, destaque também para produção de melado que a família já produz a cerca de 20 anos.
Interessados em saber mais sobre a atividade entre em contato pelo fone: 996-561-143.

Foto tirada em 1992 mostra A carroça carregada de cana e ao fundo a primeira estruturta onde hoje é feita a cachaça. Ao fundo Alambique montado em 1986
Licores
Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios
%d blogueiros gostam disto: