Extensionista da Emater deixa o escritório de Cerro Grande do Sul

Município conta agora com apenas um servidor da entidade

Desde que iniciou o mês de maio o escritório municipal da Emater/RS-Ascar de Cerro Grande do Sul passou a contar com apenas um extensionista, uma vez que o técnico agrícola Eduardo Brocca Lentz foi transferido para o município de Maquiné, no litoral norte gaúcho.

O engenheiro agrônomo Antonio Carlos Paganelli segue temporariamente como único servidor da entidade prestando assistência técnica aos agricultores sulcerrograndenses. A vaga deixada por Lentz deve ser reposta por outro extensionista uma vez que o município mantém a cota conveniada, contudo não há previsão para que isso ocorra.

De acordo com o supervisor da Emater/RS-Ascar, Volnei Wruch Leitzke, a instituição deverá abrir concurso ainda este ano para a contratação de novos profissionais. Ele estima que a partir da admissão dos aprovados haja a reposição de vagas em aberto, inclusive a de Cerro Grande do Sul.

 

Uma nova jornada para Eduardo

Lentz chegou a Cerro Grande do Sul em 2014 e ao longo dos oito anos de trabalho construiu uma história no município, onde inclusive formou família. Todavia o técnico agrícola tem suas origens no litoral norte do Estado e já há algum tempo planejava em voltar para aquela região. Por isso já havia solicitado a transferência e aguardava uma oportunidade.

Sobre o tempo em que atuou no escritório sulcerrograndense o extensionista revela que foram muitos desafios e oportunidade, com sucessos e insucessos ao longo do desenvolvimento de atividades junto aos produtores rurais.

“Observando a diversidade que a região tem, pude aprender com a realidade local e aprimorar o conhecimento para que os resultados aparecessem ao longo deste tempo”, conta o técnico agrícola.

Questionado sobre o que deixou para Cerro Grande do Sul ele comparou sua contribuição ao de outros colegas que o antecederam, evidenciando o apoio aos agricultores familiares através das orientações, a fim de promover o desenvolvimento rural e sustentável. Destacou o quanto é fundamental fazer com que a Juventude veja a importância da atividade agrícola, dando continuidade ao trabalho no campo.

De seus novos planos revela que almeja aproveitar este tempo de experiência e aprendizado que teve em Cerro Grande do Sul para levar conhecimento a outra região dando continuidade na extensão rural e ajudando a desenvolver a atividade agrícola em Maquiné.

POLÍCIA

Pai e filha são indiciados por associação criminosa armada em Tapes

Recentemente, a Delegacia de Polícia de Tapes instaurou um Inquérito Policial com o objetivo de identificar membros de uma quadrilha após inúmeros assassinatos ocorridos...

PRF prende motorista que fumava maconha enquanto dirigia

No final da manhã desta quinta-feira (19), a Polícia Rodoviária Federal prendeu um motorista que dirigia em zigue-zague. O homem, com diversas ocorrências e...

PRF prende traficantes e apreende mais de 700 kg de maconha no RS

Em três ações distintas no Rio Grande do Sul, nesta quarta-feira (18), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu mais de 700 kg de maconha,...