Time paulista ganhou com gols de Raphael Veiga e Gabriel Menino em São Paulo
A crise do Grêmio parece não ter fim. Nesta quarta-feira (7), o Tricolor, sob o comando do interino Thiago Gomes, teve uma atuação apática na etapa inicial, tomou um gol com apenas 15 segundos de jogo, até melhorou no segundo tempo, mas não evitou o novo revés, desta vez por 2 a 0, para o Palmeiras, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro. A 6ª derrota na competição deixa o clube com os mesmos dois pontos em 24 disputados, na última posição.

Grêmio confirma volta do técnico Felipão

Felipão, na sua última passagem pelo Grêmio. Foto: Mauro Horita/AGIF

Com o resultado negativo, o Tricolor permanece com só dois pontos em 24 disputados e tem a pior campanha do Brasileirão em pontos e em aproveitamento. A atuação ruim, sobretudo na etapa inicial, mostra que Luiz Felipe Scolari terá bastante trabalho pela frente. O novo técnico começará sua quarta passagem pelo Grêmio justamente em um Gre-Nal, no próximo sábado, às 16h30min, na Arena.

Gil Guzzo / O Fotográfico / Estadão

A estratégia preparada pelo interino Thiago Gomes foi por água abaixo assim que a bola rolou em São Paulo. Com apenas 15 segundos de partida, Geromel tentou afastar, mas a bola bateu em Gustavo Scarpa e sobrou para Raphael Veiga, que bateu cruzado para abrir o placar.O 1 a 0 tão cedo obrigou o Grêmio a tentar atacar um adversário preparado para explorar espaços com jogadores velozes e de qualidade, como Rony, Wesley, Gustavo Scarpa e Raphael Veiga.
Superior, o Palmeiras só não marcou o segundo aos 13 graças a uma grande defesa de Brenno, que parou a finalização de Scarpa em jogada que começou com Wesley deixando Rafinha caído. Três minutos depois, novamente a bola veio do setor de Rafinha, mas foi de outro lateral a falha. Diogo Barbosa perdeu na área para Gabriel Menino, que cabeceou sem chances para Brenno: 2 a 0.