Por G1 RS

O governo do estado publicou, nesta sexta-feira (28), o mapa preliminar da 17ª semana de distanciamento controlado no Rio Grande do Sul com 10 regiões em bandeira vermelha. Taquara, Novo Hamburgo, Canoas, Porto Alegre, Santo Ângelo, Cruz Alta, Ijuí, Santa Rosa, Palmeira das Missões e Passo Fundo foram classificadas com risco alto para o coronavírus.

Dessas, porém, apenas Cruz Alta ainda não enviou o plano regional para que possa adotar medidas mais brandas. Santo Ângelo, Ijuí e Santa Rosa enviaram suas propostas de protocolos próprios e ainda aguardavam o retorno do governo até a publicação desta reportagem.

Entenda o que é permitido na bandeira vermelha do distanciamento controlado

As outras seis já aderiram à cogestão. Na semana atual, 12 regiões estão em bandeira vermelha, embora nove delas já adotassem protocolos próprios.

As prefeituras e associações de municípios têm até as 6h de domingo (30) para encaminhar o recurso de revisão da classificação. Na segunda (31), o governo oficializa a classificação final, que passa a valer entre 1º e 7 de setembro.

Mais da metade da população em bandeira vermelha

Se for referendado o mapa com essas regiões em bandeira vermelha, pelos menos 6,1 milhões de pessoas (54,1% da população) ficarão sob risco epidemiológico alto para coronavírus.

No entanto, dos 240 municípios com esta classificação, 113 podem adotar protocolos de bandeira laranja, sem necessidade de recurso, porque não têm registro de óbito ou hospitalização de moradores nos últimos 14 dias. São 562 mil habitantes nessas condições, ou 5% do estado.

Cogestão

Regiões classificadas em situação mais grave mas que constituíram um plano regional próprio podem adotar medidas mais brandas, independentemente do mapa final do estado. O governo do RS já aprovou, até aqui, 11 protocolos de regiões que estão habilitadas a adotarem suas próprias regras: Canoas, Taquara, Novo Hamburgo, Pelotas, Passo Fundo, Palmeira das Missões, Porto Alegre, Capão da Canoa, Lajeado, Caxias do Sul e Santa Cruz.

Ijuí, Santo Ângelo e Santa Rosa também apresentaram protocolos próprios, que ainda estão sob análise.

Alertas ao Norte

O crescimento nas hospitalizações em determinadas regiões chamou a atenção da equipe que monitora o modelo. É o caso de Uruguaiana, onde as novas internações por Covid-19 cresceram 120% nos últimos sete dias: de 15 para 33.

Houve aumento também em Erechim (87,5% no mesmo período), Ijuí (73,3%) e Cruz Alta (71,4%).

O número de internados em leitos de UTI com Covid-19 aumentou 6% no período (672 para 714). Por outro lado, o número de óbitos acumulados em sete dias reduziu 11% (de 369 para 327).

Bandeira Vermelha

  • Porto Alegre
  • Canoas
  • Novo Hamburgo
  • Palmeira das Missões
  • Taquara
  • Santo Ângelo
  • Santa Rosa
  • Passo Fundo
  • Ijuí
  • Cruz Alta

Bandeira Laranja

  • Bagé
  • Santa Maria
  • Cachoeira do Sul
  • Caxias do Sul
  • Erechim
  • Uruguaiana
  • Capão da Canoa
  • Guaíba
  • Pelotas
  • Santa Cruz do Sul
  • Lajeado