O MDB concluiu sua convenção partidária ainda no início da noite desta terça-feira (15), na Câmara de Vereadores, e ao que tudo indica, foi quando ficou definida a última das candidaturas majoritárias para concorrer na eleição municipal 2020, em Cerro Grande do Sul.

O encontro ficou marcado pela reconciliação do partido com o Progressistas, que esteve representado na reunião por seus líderes e dirigentes, os quais concordaram que deverá ser mantido o antigo “casamento” político por mais um período.

Depois de superadas as diferenças, por conta dos últimos acontecimentos políticos envolvendo negociações de alianças, as duas agremiações partidárias anunciaram que a atual vice-prefeita Marlene Heidrich (Progressistas) deverá encabeçar a chapa com ex-vereador Clóvis Crestani (MDB) de vice.

Os presidentes dos dois partidos afirmaram que a decisão final reflete o que vinha sendo defendido desde o início das negociações por grande parte dos convencionais, mas que em dado momento pareceu tomar um rumo diferente, por conta de fatos novos que foram surgindo.

Marlene garante que seu nome sempre esteve à disposição do partido para ser candidata e comemora que a aliança tenha sido mantida.

Clóvis que chegou a afirmar que não concorreria mais em chapa majoritária, reconsiderou sua decisão e disse que entendeu que esta é a melhor escolha no atual cenário. Tendo em vista as mudanças de ideias ocorridas durante as negociações nos últimos dias o pré-candidato a vice-prefeito afirmou ao Portal ClicR: “Essa não muda mais. Pode publicar”.