Cerro Grande do Sul – A sexta-feira, 20 de março, iniciou movimentada no centro da cidade em Cerro Grande do Sul. Muito disso por conta do feriado municipal do dia anterior (dia do padroeiro São José), quando o comércio e agências bancárias estiveram fechados.

O grande fluxo de pessoas foi visto com preocupação pelo Comitê Municipal de Atenção e Contingência ao Coronavírus, sobretudo nos supermercados e agências bancárias onde uma grande quantidade de clientes se acumulou, contrariando as orientações contidas no decreto municipal que pede para evitar as aglomerações.

Uma equipe do comitê está visitando os estabelecimentos comerciais para sensibilizar os proprietários a manterem um controle do fluxo de pessoas no interior de suas lojas de forma que seja permitida apenas um mínimo possível de clientes.

Em algumas redes sociais chegou a circular a informação de que a administração municipal estaria ordenando o fechamento do comércio a partir da tarde desta sexta-feira (20), contudo não é verdade.

De acordo com a coordenação do comitê não há uma determinação para o fechamento e sim uma solicitação de controle.

“Os agentes pedem que os comerciantes se sensibilizem e quem puder fechar é melhor, mas não estamos ordenando que isso seja feito”, garante Fabiane Zillmer, enfermeira chefe da vigilância em saúde municipal.

O prefeito Sergio da Costa também se manifestou a respeito e disse que num primeiro momento, embora haja um decreto estadual orientando o fechamento do comércio, a administração municipal não deve fazer esta determinação, porém afirma que haverá intervenção pública para o controle do fluxo de clientes e que as equipes de saúde já estão procurando os proprietários dos estabelecimentos para orientar neste sentido.

“Passamos no centro e parecia uma festa. Muita gente no interior dos supermercados e nas portas dos bancos. Portanto vamos intervir neste sentido para que haja o controle, inclusive com o apoio da Brigada Militar que integra o nosso comitê municipal”, declarou o prefeito.