8.5 C
Cerro Grande do Sul
quinta-feira, maio 30, 2024

Mulher alega inocência após levar idoso morto ao banco

Após o chocante incidente em que uma mulher foi presa por tentar sacar um empréstimo com um idoso morto em uma agência bancária em Bangu, no Rio de Janeiro, a defesa da acusada está se posicionando, alegando que o idoso chegou vivo ao banco.

O caso, ocorrido na última terça-feira (16), ganhou destaque após vídeos captarem a tentativa de saque, onde o idoso aparece sem sinais vitais enquanto a mulher tenta fazer com que ele assine o empréstimo de R$ 17 mil.

A mulher, identificada como Érica de Souza Vieira Nunes, afirmou à polícia ser cuidadora e sobrinha do idoso. Ela argumenta que ele “era assim mesmo”, em referência à falta de reação do idoso, e que ela própria estava em estado emocional abalado e sob efeito de medicamentos.

A advogada de Érica, Ana Carla de Souza Correa, defende a inocência da cliente, destacando que ela é uma pessoa íntegra e responsável, que sempre cuidou com carinho do idoso. A defesa ainda enfatiza que existem testemunhas que serão ouvidas para esclarecer os fatos.

Enquanto isso, as autoridades continuam investigando o caso, com o corpo do idoso sendo examinado no Instituto Médico Legal para determinar as circunstâncias exatas de sua morte. A audiência de custódia de Érica ainda não foi marcada.

PUBLICIDADE

RELACIONADAS