Prazo para vacinação contra aftosa foi prorrogado até 10 de dezembro

0
Foto: Reprodução

A Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Irrigação (Seapi/RS), decidiu prorrogar até o dia 10 de dezembro em todo o estado, a segunda etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa dos bovinos e búfalos com a idade de até 24 meses.

A medida se deve a falta de vacinas em muitas casas agropecuárias dificultando a aquisição do produto por alguns criadores que por isso não conseguiram imunizar os seus animais.

A técnica agrícola Taciane Silva, que atua na secretaria municipal de Agricultura de Cerro Grande do Sul, junto ao posto da Inspetoria Veterinária e Zootécnia (IVZ), chama atenção que o processo de vacinação, para ser completo, além da aquisição e aplicação da vacina no rebanho, os produtores devem apresentar a nota fiscal da compra das doses de vacina na IVZ, especificando a quantidade de animais vacinados por categoria.

Com o prazo estendido as doses agora podem ser adquiridas até o dia 10/12/2018 e a comprovação até cinco dias úteis após o encerramento da campanha, ou seja, até o dia 15 de dezembro.

Ela também alerta aos criadores que deixaram para comprar as doses nos últimos dias, que se agilizem, pois a escassez de vacinas continua e alguns municípios, a exemplo de Cerro Grande do Sul, já não têm mais as doses nos estabelecimentos comerciais agropecuários cadastrados.

Os produtores rurais que não comprovarem a imunização do rebanho nos períodos estabelecidos pela Seapi/RS, ficam impedidos de transitar com os bovídeos até que regularizem a vacinação, além de serem penalizados com autuação, conforme estabelecido na Lei Estadual nº 13467/10 e no regulamento, o Decreto Estadual n° 50.072/13. O valor inicial da multa é de 60 UPFs, o que equivale a R$ 1.128.

A febre aftosa é uma doença grave, altamente contagiosa, responsável por grandes prejuízos econômicos e sociais. Afeta principalmente bovinos e bubalinos de todas idades, podendo afetar também animais de cascos bipartidos, como suínos, ovinos e caprinos. A doença pode ser transmitida através do contato direto com outros animais infectados pelo vírus ou por alimentos e objetos contaminados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here