Barra do Ribeiro e Sentinela do Sul tem participação no crescimento de produção de azeite no RS

Secretaria da Agricultura divulgou dados da safra durante evento “Olivas no Cais”, no Cais Embarcadero

O plantio de oliveiras e a produção de azeite de oliva vêm despontando a cada ano no Rio Grande do Sul. A safra de 2022 bateu novo recorde. Foram produzidos 448 mil litros de azeite este ano, um acréscimo expressivo, de 122%, em relação ao ano passado.

A olivicultura está presente nas atividades de 321 produtores, de 108 municípios, e ocupa uma área plantada de 5.986 hectares. Da área total, 3,4 mil hectares são produtivos, com oliveiras com idade de quatro anos ou mais.

O secretário da Agricultura, Domingos Velho Lopes, diz que vê com satisfação os números gerados por este setor. “A Secretaria da Agricultura está engajada no fomento destas cadeias novas para aumentar a diversidade de culturas que só engrandecem a cadeia agrossilvipastoril do Rio Grande do Sul”, destacou.

Para Rizzo, resultado se deve ao aumento de olivais produtivos, uso de tecnologias e à resistência das oliveira à estiagem – Foto: Adri Felden/Divulgação Argosfoto

Paulo Lipp, coordenador do Programa Pró-Oliva, da Secretaria da Agricultura, elenca alguns motivos para esse bom resultado. Entre eles estão novas áreas com plantas entrando em idade de produção e aperfeiçoamento de técnicas de manejo por parte dos produtores e dos agrônomos gaúchos, com melhor adaptação da cultura às condições de clima e de solo do Estado. 

Além disso, provou-se nesse ciclo a resistência das oliveiras diante da estiagem.

– Esse ano, outra característica que já sabíamos, mas que foi confirmada e nos chamou atenção, foi a resistência das oliveiras à falta de chuva. Até dezembro, as plantas iam bem. A partir de janeiro, parecia que a safra ia se perder em algumas regiões. O que aconteceu foi que ela conseguiu se manter e, quando as chuvas voltaram, as frutas retomaram o crescimento e voltaram ao tamanho normal. Muitos produtores ficaram surpresos de ver que tiveram uma colheita boa – diz Lipp.

 

Principais municípios produtores

A maioria dos olivais está na Metade Sul do Rio Grande do Sul. Os principais municípios produtores são Encruzilhada do Sul, Canguçu, Pinheiro Machado, Bagé, Caçapava do Sul, Cachoeira do Sul, Viamão, São Gabriel, Santana do Livramento, Barra do Ribeiro, Sentinela do Sul, São Sepé, entre outros.

Estado concentra a maior área plantada de oliveiras do país. Resistência das plantas à estiagem chamou atenção de produtores

Sobre o “Olivas no Cais”

O “Olivas no Cais” é uma mostra e imersão no mundo do azeite gaúcho. Há degustação, feira com azeites de oliva extravirgem, palestras, jantares, sessão de autógrafos e a possibilidade de bons negócios. Na programação, há também entrega do selo Ibraoliva Produtos Premium, com base no programa Produtos Premium da Secretaria de Inovação, Ciência e Tecnologia (SCIT). “O selo garante a origem e a qualidade de azeite do Rio Grande do Sul”, pontua o presidente do Ibraoliva, Renato Fernandes.

 

 

 

POLÍCIA

Mulher foi presa transportando crack junto com a filha de 12 anos

Na noite desta sexta-feira, 24, a Polícia Rodoviária Federal prendeu três pessoas que transportavam uma carga de crack escondida em uma mochila. A ação...

Homem é morto com paulada na cabeça em Camaquã

Mais um caso contribuiu para o aumento nos índices de criminalidade do município de Camaquã, na madrugada deste sábado (25). Um homem de 40 anos...

Polícia Civil prende seis pessoas durante operação em Camaquã

Na tarde desta quarta-feira (23), uma megaoperação contra os crimes de organização criminosa, tráfico de drogas e homicídio foi realizada no bairro Bom Sucesso,...