Ele disse que havia sido furtado por uma garota de programa, mas em revista pessoal foram encontrados dinheiro e cartão de crédito com ele

Um caso um tanto quanto inusitado aconteceu em Lajeado na noite desta quinta-feira, dia 17. Um homem foi parar da Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) após se negar a pagar a conta em um motel da cidade.
A Brigada Militar recebeu um chamado para verificar uma denúncia de um suposto furto que o cliente do motel teria sofrido de uma garota de programa. Chegando ao local, os policiais conversaram com o homem de 42 anos, que disse ter sua carteira levada por uma garota de programa que o acompanhava, e por isso não tinha como pagar a conta.
Um funcionário do motel informou que o homem ligou para a recepção dizendo que sairiam ele e a mulher. Quando a porta foi aberta, a mulher saiu, e em seguida o cliente também sai, dizendo que havia sido furtado.
Os policiais realizaram revista pessoal no cliente do motel, e encontraram uma quantia em dinheiro e também um cartão de crédito, mesmo assim o indivíduo disse que não pagaria a conta.
O homem, que apresentava sinais de embriaguez, foi levado até a DPPA, onde foi feito o registro de ocorrência. Ele acabou mudando de ideia e disse que tinha intenção de pagar a conta de aproximadamente R$ 50,00 e depois acabou sendo liberado.

Fonte: Giro do Vale