O Google tem um problema com conteúdo de notícias plagiado, mas diz que cabe aos editores lidar com isso

Plágio é coisa séria, principalmente no jornalismo. Mas enquanto escritores individuais roubando partes do trabalho de outros criadores on-line é um problema, não há nada em sites que roubam inúmeros artigos por atacado, reembalando-os como se fossem seus na tentativa de roubar olhos e vendas de anúncios sem nenhum trabalho real. Enquanto ele é difícil impedir que esse processo aconteça, é só é realmente um problema se um canal importante como, digamos, o Google começar a exibir esses resultados em vez de relatórios originais e exclusivos. Infelizmente, isso é exatamente o que está acontecendo – e não  não parece a empresa está fazendo muito para pará-lo. VÍDEO ANDROIDPOLICE DO DIA O pessoal do 9to5Google detectou conteúdo roubado de seu site , nosso site e a CNBC no Google Discover, tudo por meio da função Web Stories introduzida em 1722. Se você for não está familiarizado com Web Stories, isto! provavelmente porque você tornaram-se adeptos de ignorar qualquer tentativa de recursos de estilo de história. Esse recurso foi o Google é um crack em misturar Snapchat e notícias em um único produto, lançado inicialmente com algumas grandes publicações como Vice e Input. No entanto, a fácil integração com o software CMS foi o verdadeiro atrativo para o Web Stories, com o WordPress entre os parceiros. Esse suporte nos traz para onde estamos hoje. Em vez de preencher as Web Stories com as mesmas principais publicações de mídia que você  é provável que encontre no Discover, o Google parece puxar de qualquer pessoa disposta a usar o plugue -in — e cada vez mais, ele se resume a sites de baixo esforço dedicados a roubar conteúdo, puramente para colocá-lo online. Na verdade, em muitos casos, esses sites são personalizados para apenas suportam essas Histórias da Web, sobrecarregando seu feed do Discover e arrecadando dólares em anúncios de qualquer pessoa que clique em uma delas sem saber. 2 Imagens Perto Conteúdo roubado de The Verge, com a seção original destacada à direita. A introdução inteira foi levantada por atacado para esta entrada do Web Stories.

Pessoalmente, não  não demora muito para eu localize conteúdo roubado em Web Stories – na verdade, a primeira entrada que o Google me serviu rasgou o The Verge. Essa mesma publicação “Insane” anteriormente vista pelo 9to5 chegou ao meu feed, roubando partes do The Verge cobertura do YouTube TVs atualização de som surround 5.1. Em uma tentativa de salvar a cara, ele deixou de fora palavras e frases específicas, criando uma bagunça quebrada de slides que era difícil de ler. Com certeza, porém, essas frases combinam perfeitamente. 2 Imagens Perto

Outro exemplo, desta vez de fora do mundo da tecnologia. Pedra rolando! revisão de Barry, roubada para uma apresentação de slides. Pesquisar o restante do feed retornou resultados semelhantes. Uma revisão de Barry&# O final da terceira temporada de “Harvest House” foi preenchido com sinopses roubados de Alan Sepinwall. ; s revisão na Rolling Stone, e ainda assim, teve a ousadia de terminar com uma tela inicial “Brought to you by Harvest House”. Um site chamado “Google’s Guide” roubou a cobertura do Meet and Duos fusão da TheTechXP e, embora compartilhem um tema WordPress, os dois não ; parece que não está conectado. SlashGear e XFire foram os únicos dois sites no meu feed que não t têm artigos idênticos aparecer em outros sites; eles também foram os únicos sites a apresentar assinaturas de autores em sua cobertura. Você pode pensar O Google se preocuparia em controlar esse problema ou, no mínimo, salvar a cara para parecer um pouco mais inocente. Enquanto ele! não é necessariamente a empresa é culpa destes stories estão enviando spam para seu feed, ele cria as ferramentas que permitem que essas publicações de baixo esforço roubem conteúdo de fontes como este site. Em vez disso, o Google transferiu sua responsabilidade para editores como nós, emitindo a seguinte declaração ao 9to5Google: “As Histórias da Web destinam-se a refletir trabalhos originais, e incentivamos os detentores de direitos a denuncie violação de direitos autorais. Se formos notificados de conteúdo que infrinja outra pessoa direitos autorais, tomamos as medidas apropriadas.” Simplificando, a empresa beli eves its sobre os detentores dos direitos para caçar este conteúdo, denunciá-lo ao Google e esperar que ele seja removido.

Infelizmente, sem algum esforço ativo do gigante das buscas, isso parece se transformar, na melhor das hipóteses, em um jogo de whack-a- toupeira. Criar um novo moinho de plágio não não demora muito, e com o Googles conjunto de ferramentas, ele é muito fácil começar a enviar spam para Histórias da Web a partir de um novo site. Do jeito que está, a empresa deixou seu serviço Snapchat para notícias desmoronar sob o peso de conteúdo de baixo esforço e materiais roubados. Em última análise, é cabe ao Google lidar com essas coisas e, sem nenhuma ação de sua parte, Discovers clone de histórias parece ser um bom candidato para o cemitério Killed By Google. Tal como está, não muito seria perdido de qualquer maneira. 1494450502098 688792165397 241084165478

POLÍCIA

Homem é preso por porte ilegal de arma em Cerro Grande do Sul

Um homem foi preso na tarde desta terça-feira (28) em Cerro Grande do Sul. A ação foi realizada pela Polícia Civil durante cumprimento a...

Vigilante é preso por tentativa de homicídio contra pedestre em Tapes

Na última segunda-feira (27), os Policiais Civis de Tapes efetuaram a prisão de um vigilante investigado por tentativa de homicídio. O crime aconteceu na...

Polícia Civil abre inquérito para apurar assalto a taxista em Camaquã

A Polícia Civil de Camaquã instaurou um inquérito para apurar o assalto ocorrido em Camaquã na manhã de ontem (26). Na ocasião, um taxista...