“Operação Esteliogado” afasta gerente do Banrisul de Barão do Triunfo

Servidor é alvo de investigação da Polícia Civil do município de Itaqui

Uma movimentação da Polícia Civil mexeu com a rotina da cidade de Barão do Triunfo, na manhã desta quarta-feira (01), quando os agentes cumpriram um mandado de busca e apreensão na residência do gerente da agência local do Banrisul. O servidor é suspeito de integrar uma associação criminosa e foi submetido a uma medida de monitoramento eletrônico.

A ação fez parte da “Operação Esteliogado”, desencadeada pela Delegacia de Polícia Civil de Itaqui, município gaúcho da região das Missões, e comandada pelo delegado Gabriel Colvara. Os crimes investigados são estelionato, apropriação indébita, associação criminosa e lavagem de dinheiro.

De acordo com a polícia a operação já desarticulou um esquema criminoso que movimentou mais de R$ 70 milhões em Itaqui-RS. O grupo é investigado lesar produtores rurais e instituições bancárias oferecendo como garantia gado inexistente, entre outras fraudes.

Até o momento foram identificados saques em dinheiro que somam R$ 2.130.766,62 (dois milhões, cento e trinta mil, setecentos e sessenta e seis reais e sessenta e dois centavos). Foram 190 empréstimos concedidos totalizando R$ 4.498.015,00 (Quatro milhões, quatrocentos e noventa e oito mil e quinze reais).

Foto: PC – Itaqui/RS

De saldo parcial a operação resulta em três pessoas conduzidas para o uso de tornozeleira eletrônica, incluindo o gerente do Banrisul de Barão do Triunfo e o chefe de escritório da Emater-RS/Ascar de Itaqui, que também foram afastados de suas funções, além de uma empresária do setor de estética da cidade de Itaqui. Também já houve o bloqueio de contas bancárias, apreensão de veículos e arresto de imóvel, além de uma empresa lacrada e suspensa.

Colvara revelou que as investigações já duram cerca de dois anos, período em que foram reunidas muitas informações através de quebra de sigilo bancário.

“São mais de 20 mil operações para serem analisadas e na medida do tempo a gente foi criando convicção e entendendo algumas das atitudes dessa associação criminosa. Hoje chegamos a essa operação que vai nos dar ainda mais elementos informativos, com apreensões importantes de documentos. Também chegou o momento de ouvir os indiciados para podermos o mais breve possível concluir e remeter esse inquérito ao Ministério Público e posteriormente ao Poder Judiciário para que seja julgado”, explicou o delegado.

Colaboraram com a operação a Inspetoria Veterinária Estadual, DP de Barão do Triunfo, DP de Arroio dos Ratos e DP de São Borja.

Os nomes dos indiciados não foram divulgados em razão da Lei de Abuso de Autoridade (Lei 13.869/2019).

POLÍCIA

PRF apreende mais de 7 mil comprimidos de ecstasy em Porto Alegre

Três homens foram presos e mais de 7 mil comprimidos de ecstasy foram apreendidos na tarde de ontem (8) em Porto Alegre/RS. De acordo com...

Menino de seis anos morre após ser baleado dentro de casa em Imbé

Bryan Vidal Ferreira, de seis anos, morreu na manhã desta segunda-feira (8) em um hospital de Porto Alegre. Ele foi internado após ter sido...

Pai e filho são baleados dentro de residência em Imbé

Um policial militar da reserva, de 50 anos, e o filho dele, de seis anos, foram baleados após terem sua casa invadida por criminosos...