Trabalhadores desinformados procuram pelos R$ 600 em Cerro G. Sul

Equipe do CRAS municipal vai auxiliar na efetivação dos cadastros

No início da tarde desta terça-feira, 07 de abril, um grupo de quatro amigos deixou suas residências na localidade de Cinco Estufas, interior de Cerro Grande do Sul, para ir até a cidade com o objetivo de sacar os R$ 600,00 anunciados pelo governo como auxílio aos trabalhadores informais que enfrentam crise econômica em função da pandemia do coronavírus. Depois de um tempo na fila da casa lotérica a atendente os explicou que é necessário fazer um cadastro antes e que o mesmo pode ser efetuado pelo site da Caixa Econômica Federal ou através do aplicativo Caixa Auxílio Emergencial que deve ser instalados nos aparelhos de telefone celular com sistemas operacionais Android ou iOS.

Ícone do aplicativo Caixa Auxílio Emergencial

Os quatro amigos não foram os únicos desinformados a procurarem pelo auxílio emergencial, por isso as filas de clientes das instituições financeiras se estenderam pelas calçadas, inclusive com idosos que também vieram em busca de seus benefícios.

CRAS atenderá na escola Fortaleza

No intuito de colaborar com as pessoas que ainda buscam informações sobre o auxílio emergencial ou que não dispõem de sinal de internet para fazer o cadastro, uma equipe do Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) do município estará prestando atendimento e oferecendo ajuda às pessoas, durante todo o dia, nesta quarta-feira, 08 de abril, no auditório da escola municipal Fortaleza, na sede municipal.

A equipe do CRAS destaca que para ter direito ao auxílio os trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados precisam se enquadrar numa série de critérios. (Confira aqui os detalhes).

Ministro da Cidadania garante que todos receberão o auxílio

Em entrevista à imprensa na tarde desta terça-feira (07) o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni orientou a população para que tenham um pouco de calma e que todos deverão receber o auxílio ao qual têm direito.

Ele explicou que o governo está fechando os acordos com as instituições financeiras para facilitar ao máximo os saques e também com as operadoras de telefonia para ampliem suas capacidades de atendimento de modo a dar conta da demanda de acessos ao aplicativo. O ministro explicou ainda que trânsito a internet para esta finalidade também está liberado, ou seja, mesmo que o trabalhador não possua créditos em seu telefone vai poder baixar o aplicativo.

“Vamos tentar atender o maior número de pessoas no menor tempo possível e depois vamos resolvendo as questões pendentes”, ponderou.

Outro detalhe importante destacado por Onyx é quanto a garantia de que o auxílio estará integralmente disponível nas instituições financeiras a todos que tenham direito, independentemente do beneficiário estar negativado na instituição.

“Se o trabalhador tem conta no banco “X” e tem um “furo” no cheque especial de R$ 300,00, não importa, ele vai receber o auxílio na íntegra. Este dinheiro é pra comida, remédio, roupas e outras necessidade básicas”, completou o ministro.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios
%d blogueiros gostam disto: