O final de semana foi de negociações políticas no município e, conforme o termo futebolístico, “aos 45 do segundo tempo” saiu a definição de uma nova chapa majoritária na corrida eleitoral 2020, com a coligação entre Progressistas e PSL.

O ex-prefeito e empresário Elton Schwalm, pelo Progressistas, será o candidato a prefeito e o empresário do ramo fumageiro, Gilmar Alba, o Gringo, do PSL, deverá compor a chapa como vice.

Embora Elton tenha afirmado recentemente que não concorreria ao Executivo municipal nestas eleições, acabou cedendo à pressão do partido e, na convecção ocorrida na sexta-feira (11,) voltou atrás de sua decisão, uma vez que o Progressistas apostou desde sempre todas as fichas em seu nome.

Situação parecida é a do Gringo que também mudou de ideia na última hora, pois há tempos vinha se colocando como pré-candidato a prefeito em uma chapa pura do PSL, em que havia prometido a vaga de vice ao agricultor Delmar Liska.

Em áudio nas redes sociais Gringo explicou sua decisão com a justificativa de que precisa adquirir experiência política ao lado de Elton para numa próxima oportunidade buscar a vaga de prefeito. Ele também afirma (em áudio) que conversou com Liska sobre a questão e que o mesmo teria entendido, sob a justificativa de que ele (Gringo) tem mais trânsito em Brasília.

Já a direção do MDB, partido do atual prefeito Sergio da Costa e que tem o Progressistas de vice, disse que não foi comunicado da decisão e que o partido deverá se posicionar na convenção de amanhã, 15 de setembro.